Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

*** ATENÇÃO - Peça uma nova senha - Todas as senhas foram alteradas - Atualize seu cadastro ***
Cruzeiro.Org - 25 anos



Torcedor Cibernetico

A Dialetica Virtual x Real
Observatorio da Imprensa
Principe Azul

02/04/2018 | Evandro Oliveira
O Príncipe Azul – Filosofando Maquiavelicamente IV

A um príncipe, pouco importa as conspirações e traições, desde que seja amado e respeitado pelo seu povo, pela sua torcida, por la gente …

Mais perguntas do que respostas. Faz parte da filosofia. Cada um que tire suas conclusões. Não viemos para explicar, viemos para provocar que cruzeirenses pensem. Não dói ! A cada mês, no dia dois, mais um episódio.

Os ensinamentos do conselheiro dos príncipes medievais, Niccolò Machiavelli, devem ser lidos, relidos e usados para reflexão. Assim avançaremos. Qualquer semelhança com fatos ou personagens reais é mera coincidência, ou carapuça enterrada até o umbigo. Isto é, como no ´O Mecanismo`, uma ficção baseada e fatos e cheia de licenças poéticas.

Desprezado e Odiado

Maquiavel te um capítulo que com o título ´De como se deve evitar o ser desprezado e odiado`. O contexto é simples. Quando se vira príncipe, deve-se ficar atento com aqueles que se aproximam (já escrevi sobre Aduladores) e atender ao seu povo. No caso de um time como o Cruzeiro, atender à sua torcida.

Vamos com calma !

Atender desejos da torcida nem sempre é um bom conselheiro. No caso de times de futebol tem os corneteiros, aduladores e todos que se locupletam. Passadas as eleições, a conta tem que ser paga. E os torcedores querem mais do que balanço financeiro positivo. Estes fiéis falam que o campeonato é rural, mas não pode perder, principalmente se for para o 6a1o.

Um príncipe ou presidente do Cruzeiro deve ter reputação, e mantê-la. Alguém no comando que demonstre grandeza, coragem, gravidade, fortaleza, crescerá esta reputação. Ninguém conspira contra quem assim parece. Por outro lado, um príncipe que seja leviano, volúvel, irresoluto, pusilâmine, dificilmente terá respeito. O torcedor que fica pedindo arroubos via mídia, e a mídia que fica cutucando à procura de declarações e precipitações, faz o serviço dos conspiradores.

Um Raposa

Gilvan saiu porque cercou-se de bajuladores (poucos e incompetentes) e não soube nem apoiar alguém que o sucedesse. Foi vítima de uma conspiração, exatamente como preconiza Maquiavel. Seu trabalho em rol da torcida, nos livrando de um rebaixamento e com três títulos nacionais, foi jogado no lixo por grande parte do seu povo (a torcida). É possível que parte deste povo tenha se voltado contra ele quando decidiu cortar regalias para as torcidas organizadas.

Quando assumiu a nova diretoria, esperava-se ações menos parecidas com as do ex-presidente. Após uma derrota como a da primeira partida da final do ruralito´18, fazer discurso na mídia, seja técnico, jogadores, dirigentes, não resolve. É a mesma coisa que um príncipe chamar um arauto para fazer uma proclama.

Um raposa do povão não se engana. Tá bom... alguns tem muita dificuldade cognitiva e se tiveram a capacidade de chegar até aqui na coluna, vestirão uma carapuça e partirão para cima do emissário da mensagem.

Estão errando o endereço !

Ódio e Desprezo

Um príncipe deve ter consciência de quem é conspirado e traidor. Ao povo, pouco importa a conta que se deve pagar. Já falei que mercenário de aluguel não se preocupam com a camisa, com a história.

É fácil comprar a uns poucos, mas se o desprezo e o ódio vem das arquibancadas (o povo de verdade), não tem quem segure. Os soldados, tenentes e generais te que ser mantidos sob controle e vigilância. Os aduladores deve ser isolados. O Príncipe tem que ser amigo dos exércitos, mas tem que pedir aos seus soldados que atendam aos desejos do povo.

O conspirador tem como dom natural o medo de punição e a inveja. Questões internas não devem chegar ao povo. Se chegam via traidores, que sejam expurgados. Conspiradores imaginam que, com a morte ou afastamento do príncipe, agradarão ao povo. Nada mais equivocado.

Ao príncipe, basta não ser odiado e desprezado pelo seu povo, e mais ninguém.

P.S. Particularmente, não uso a palava ódio. É pesada demais pra mim. Maquiavel tratava o termo como ele é. Por isso, reproduzi.



---
Evandro Oliveira e cruzeirense desde a decada de 1960 e costuma ficar zangado quando ve tolices na boca de cruzeirense, mas talha o sangue quando ve a midia manipulando cruzeirenses alienados e desavisados.
pyxis@cruzeiro.org

Leia também as colunas anteriores Torcedor Cibernetico

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

Não há comentários para esta Coluna.

 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
26/04 - 12h50 [0 coment.]
Cruzeiro decide Libertadores´18 numa única partida na Toca III 

26/04 - 07h02 [1 coment.]
Reunião tumultuada do Conselho Deliberativo expõe sérios problemas 

25/04 - 19h19 [1 coment.]
Sada Cruzeiro pode ter desfalque de Leal, que será julgado pelo STJD 

25/04 - 17h25 [1 coment.]
Cruzeiro lançará categoria de sócio para pessoas com deficiência 

25/04 - 16h31 [0 coment.]
Sada Cruzeiro divulga detalhes da venda de ingressos para final 

24/04 - 18h49 [8 coment.]
Jogo Cruzeiro e La U pela Libertadores será apitado por equatoriano 

24/04 - 17h54 [4 coment.]
Cruzeiro formaliza renovação de patrocínio a Caixa Federal 

24/04 - 17h09 [6 coment.]
Henrique se manifesta sobre cobranças ´Se esquecem do que foi feito` 

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org® 1999-2018 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster