Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

*** ATENÇÃO - Atualize seus dados e concorra a ingressos para jogos na Toca III ***
Cruzeiro.Org - 25 anos



Voz da Arquibancada
Voz da Arquibancada é o espaço de manifestação permanente do torcedor cruzeirense.

17/06/2018 | Voz da Arquibancada
Merchan do Money

Por Walisson Ferreira


(CLIQUE AQUI para ler e comentar . . .)



Fallere

Antes de entrar no assunto dessa coluna é importante apresentar o conceito de falácia. O trecho a seguir foi extraído da Wikipédia. ´Falácia é um termo que provêm do latim fallere, que pode ser traduzido como enganar. Podemos dizer que falácia é um raciocínio ou uma argumentação errônea que tem a aparência de estar correta. Falácia provem daquilo que é falaz, ou seja, daquilo que ilude ou engana.`

O recurso da Falácia é muitas vezes usado propositalmente pelo emissor de um discurso/entrevista para iludir o público que o ouve ou o lê. É preciso reconhecer que, aqueles que usam corretamente as falácias para manipular a audiência tem a inteligência em saber usá-la.

Tem outros que usam falácia sem saber que a está usando, na maioria das vezes esses apenas repetem o que ouvem sem refletir sobre os argumentos e conclusões apresentadas. São os paralogistas.

Recomendo o texto o Amor é uma Falácia de Max Schulman. Texto de fácil leitura e bastante elucidativo.

Money Menezes

Antes de chegar ao Cruzeiro, em setembro de 2015, Mano Menezes havia treinado Caxias, Grêmio, Corinthians, Seleção Brasileira, Flamengo e Corinthians, nesta ordem. Por esses times ele conquistou duas séries B (Grêmio/2005 e Corínthians/2008) e a Copa do Brasil em 2009, também pelo time paulista. Ressalta-se que as séries B, embora com times de ´ponta`, foram conquistadas com muitas dificuldades. Por exemplo, a conquista pelo Grêmio teve a lendária ´Batalha dos Aflitos` (não quero isso na história do Cruzeiro). Conquistou ainda dois estaduais gaúchos (2006 e 2007) e um paulista (2009).

Os mais atentos percebem que, entre 2009 e 2017, nem título estadual o Mano conquistou.

Mesmo com um histórico de pouquíssimos títulos de expressão, Mano teve, além de um ótimo merchan, o apoio da mídia do eixo Rio/São Paulo, que dita os caminhos do futebol do brasileiro, para chegar à Seleção Brasileira.

No topo da carreira almejada por um treinador, Mano teve seu melhor desempenho. Uma média de 2,06 pontos por jogo, embora tenha disputado apenas 33 jogos e ´coroada` com uma campanha pífia na Copa América de 2011. Após a seleção Mano teve uma curta passagem, 3 meses, pelo Flamengo (saída tumultuada) e ficou 1 ano no Corinthians.

Salvador da Pátria

Assim sendo, Mano chegou ao Cruzeiro em setembro de 2015 como salvador da pátria e um técnico vencedor (até hoje tento entender porque ele é considerado tão vencedor).

Em sua primeira passagem no Cruzeiro Mano foi bem. Em 15 jogos o treinador teve seu melhor desempenho em termos de média de pontos, gols a favor e gols sofridos em um clube. No final de 2016 o Money falou mais alto e foi-se para a China. Lá no Oriente, durou pouco, 6 meses e 22 jogos, sendo 8 vitórias, 7 empates e 7 derrotas. Os chineses podem ter olhos apertadinhos, mas estavam de olhos abertos e sabem muito de estratégias e gente falaciosa.

O Retorno

Mais uma vez como salvador da pátria, Mano voltou em julho de 2016. Seu retorno foi um mês, isso mesmo, TRINTA DIAS, após ser desligado da China para receber um dos maiores salários de técnico de futebol Brasileiro.

De lá até hoje, passaram-se quase 700 dias, 75 jogos (Campeonato Brasileiro e Torneios da CONMEBOL), 33 vitórias, 20 empates e 22 derrotas (média de 1,59 ponto por jogo).

Utilizou 56 jogadores, teve uma média de 1,32 gol a favor e 0,97 gols contra.

Destaca-se que, na troca de gestão (Gilvan/Wagner) Money teve seu contrato renovado, óbvio que com um significativo aumento na remuneração.

Falácias

Em sua segunda passagem pelo Cruzeiro Mano é considerado salvador do rebaixamento. Aqui está uma falácia clássica, pois não é possível saber o que aconteceria caso fosse outro treinador, logo a afirmativa ´... Mano nos salvou do rebaixamento em 2016 ...` não pode ser comprovada.

Mano é tido como um excelente treinador para montar defesas. Senão vejamos, se a média de gols sofridos, em sua segunda passagem, é praticamente 1 gol (0,97) por jogo, com um ataque com média 1,32, podemos concluir que sofrer gol é quase o mesmo que não vencer. Nesse caso não importa o futebol apresentado, Mano é bom na defesa. Uma falácia !

Em suas entrevistas, Mano, normalmente, cria um ponto para ser atacado (Falácia do Espantalho) e desvia o foco das perguntas e problemas centrais.

Frequentemente a arbitragem é citada como causa da derrota ou do empate. Embora o desempenho possa ser influenciado pela arbitragem, não se pode esconder os erros de escalação e substituição cometidos pelo treinador.

Existe uma dificuldade? Até torcedores são orientados pela mídia a rebater: ´... Conquistamos a Copa do Brasil e o Mineiro ...`, como se o Money tivesse sido decisivo em alguma das conquistas.

A despeito das opções do Mano pelo Corinthians em 2009 e pela China em 2016, acho que todo profissional tem direito de escolher onde deseja trabalhar pelas mais diversas razões, inclusive money.

O que efetivamente me deprime, esse termo mesmo (depressão), em ver o Money, digo Mano, no Cruzeiro é que ele é a antítese do futebol histórico do Cruzeiro.

O Cruzeiro sempre foi respeitado pelo seu futebol bonito e de que conquistas heroicas e memoráveis. Quatro títulos brasileiros (1996, 2003, 2013 e 2014) conquistados, quadro Copas do Brasil (1993,1996, 2000 e 2003) e duas libertadores (1976 e 1997)pode até ter tido dificuldades, mas não houve situações como as protagonizadas com Money no comando. O Cruzeiro de Mano joga como time pequeno, por uma bola. Chega ao ponto de numa final em casa, jogar pelo empate para apostar nos pênaltis.

Mano faz opções por escalações de acordo com as ´panelas`. Nada contra o treinador ter seus homens de confiança, mas não tem sido o caso. Ele é paneleiro mesmo. Tem jogador que tem cadeira cativa (os mesmos do balneário?), outros têm que matar um leão no treino e outro no jogo para ter chance de ser escalado.

Exemplos?

Murilo, profissionalizado zagueiro. Henrique foi improvisado.
Ábila só entrava aos 39 do segundo tempo, mesmo salvando o treinador várias vezes.
Romero sofre para ser lateral direito ou volante.

Aliás, Money sempre disse que não gosta de ´9` fixo, então porque Fred e Sassá foram contratados? O tal falso ´9` é qual tipo de falácia?

Perguntas para reflexão

Mano tornou-se, na data de hoje, o treinador mais longevo entre times da Série A.

Cabem algumas perguntas cujas respostas os cruzeirenses deveriam refletir sobre as respostas.

* O técnico deve ser contratado de acordo com a cultura do clube ou clube se adapta ao técnico?

* Quais jogadores foram revelados pelo Mano? Para simplificar, quais foram revelados pelo Mano no Cruzeiro?

* Como um técnico com um histórico tão pequeno de conquistas pode ter um dos maiores salários (acredito que seja o maior) do futebol brasileiro?

* Como um técnico com esse histórico pode ser considerado ´top`?

* Mano vale o custo benefício?

As respostas nem sempre são fáceis ou significativas para torcedores que gostam da teoria de ´... o fins justificam os meios ...`. Será uma surpresa se alguns fãs do ´Money` pensarem nas respostas.

Eu teria muitos mais argumentos, baseado em números e impressões. Podem até me acusar de cometer alguma falácia, mas a falácia da ´generalização apressada`, não cometi.


Walisson Ferreira é professor, profissional de TI e, eventualmente, praticante de Fantasy Game (Cartola FC e Elifoot).



Voz da Arquibancada é o espaço dedicado ao torcedor da arquibancada, geral e de toda imensa torcida espalhada pelo mundo. O Cruzeirense que se sentir motivado, inspirado e/ou indignado, escreva seu texto e envie para arquibancada@cruzeiro.org. A equipe Cruzeiro.Org terá o prazer de selecionar os textos recebidos e publicar os melhores e mais apropriados.

Leia também as colunas anteriores Voz da Arquibancada

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

 pyxis | BHZ | 18-06-18 03h17min
Vixe... agora você tocou no ponto fraco de alguns teleguiados...
Ainda bem que a maioria não tem culhão para nenhum debate, ou como diria o filósofo Juarez ´China` Soares... Não tem garrafa vazia para vender.

Eu diria que Mano não chega a ser falacioso, como você disse, um paralogista, jogando para a arquibancada.
Existe Sofistas, Falaciosos, Paralogistas e Patetas guiando outros patetas.
E existe gente mentirosa e sociopata... que dominam as redes sociais.
 pyxis | BHZ | 18-06-18 03h20min
P.S.
Na sua coluna anterior recebi um questionamento (eu diria ilação) de que eu fiz a coluna e estaria assinando por outra pessoa.
Nesta, como você escreve algumas coisas que escrevo e até indica um texto que eu indicava para alunos de lógica de programação, creio que as suspeitas vão aumentar.
Só espero não ser acusado pelo seu texto

RSRSRS
 _vitor | Vitoria | 19-06-18 15h38min
Bom texto, me lembrou do meu primeiro período na faculdade estudando lógica rsrs Sobre o Mano, fico indignado cada vez mais. Eu até reconheço que ele faz relativamente bem o papel de 'destruir' o jogo do adversário, mas isso é a parte mais fácil do futebol. E a parte de construir dele é praticamente nula! Não justifica em nada o salário altíssimo e o status de um dos melhores do país. Cansamos de ver técnicos sem expressão fazendo bem esse tipo de jogo.
 _vitor | Vitoria | 19-06-18 15h39min
O jogo da Islândia contra a Argentina me fez pensar sobre isso. O técnico islandês é um dentista, conta com jogadores muito, mas muito menos qualificados que os argentinos e fez uma equipe que conseguiu anular bem um ataque que tem Messi, Aguero e Di Maria. E ainda levou perigo nos contra ataques.. Se pensarmos que a proposta de jogo é a mesma do Cruzeiro(defesa forte e jogar por uma bola), o dentista islandês dá de 10 a 0 no Mano. E garanto que ele não recebe um fortuna por isso.
 Ronito | Marilia | 19-06-18 17h30min
Mano é um enganador que treina jogadores enganadores! Time mal montado pela diretoria fraca do Cruzeiro! Contratamos mal demais, as reposições não vingaram e nossa dívida aumentou. Sobre o Mano, não tem outro melhor no momento disponível! Mesmo sendo ruim, é mais um que entrou na história por ter ganhado título com time ruim. Autuori 1997, Marco Aurelio 2000 e Mano 2017. Incrível!!! Quem você sugere para treinar o Cruzeiro? Eu gostaria de ver o Marcelo Oliveira novamente.
 S@muel | Jaboticatubas | 19-06-18 19h07min
Só o argumento do alto custo é válido, o resto é falácia (premissas falsas).
 WFerreira | N�o definido | 20-06-18 16h02min
Evandro, quem está falando que a coluna sua não deve se lembrar de mim ou mesmo não me conhecer, pois realmente me afastei do cOrg por um longo tempo. Estou voltando aos poucos e vou tentar dar minhas opiniões por aqui com mais frequência.
 WFerreira | N�o definido | 20-06-18 16h07min
Vitor, obrigado pelo comentários. Gosto muito desse texto e frequentemente recorro a ele. Quanto ao Mano é mais fácil destruir do que construir. Acho interessante o Mano com o pouco histórico de títulos ter toda essa mídia e ser tão badalado. Outros que não tem esse appeal, como Marcelo Oliveira por exemplo, mesmo após um histórico de finais seguidas na CB e os títulos do brasileiro, caiu no ostracismo. Antes que alguém diga que estou pedindo MO, não estou. Apenas destacando a diferença.
 WFerreira | N�o definido | 20-06-18 16h12min
Ronito, para 2018 acho que deve ficar com o Mano mesmo. Mas acho que vale a pena a diretoria arriscar algumas opções fora do tradicional. Nesse fora do tradicional poderia pensar em Enderson Moreira, Fernando Diniz, Roger.. O problema do fora do tradicional é os ataques da mídia rural e a falta de paciência da torcida que vai na onda. Paulo Bento foi vítima e, de certa forma Adilson Batista, também foi vítima. Até o próprio MO foi rifado por conta de desempenho contra o mineiro.
 WFerreira | N�o definido | 20-06-18 16h13min
Samuel, como disse na coluna, eu poderia até ter cometido falácias. Me ajude a identificá-las, quais são as premissas falsas?
 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
15/11 - 08h59 [1 coment.]
A pedido da Rede Globo, CBF irá remanejar calendário de estaduais 

15/11 - 08h17 [2 coment.]
Cruzeiro vence Corínthians (SP) com time totalmente modificado 

14/11 - 16h17 [0 coment.]
Cruzeiro deve terceirizar equipe de futebol feminino em 2019 

13/11 - 16h12 [0 coment.]
Cruzeiro tem 15 dos 31 atletas de seu grupo com mais de 100 jogos 

12/11 - 18h53 [0 coment.]
Equipe de atletismo tem final de semana vitorioso Brasil afora 

11/11 - 16h26 [0 coment.]
Os projetos de Itair Machado para o segundo ano de gestão no clube 

10/11 - 16h00 [0 coment.]
Sada Cruzeiro conquista dificil vitória sobre o Maringá na Superliga 

09/11 - 07h02 [0 coment.]
Sada Cruzeiro vence Corínthians em noite inspirada de Le Roux 

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org® 1999-2018 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster