Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notcias   

PROMOÇÃO CRUZEIRO.ORG 25 anos - COPA DO BRASIL - FINAL NO MINEIRÃO
Comente no site, Compartilhe no Facebook ou Retuíte as notícias no Cruzeiro.Org e concorra a ingresso na final da Copa do Brasil

 Atualizado em 24-09-17 20h06min  |  Fonte: Cruzeiro.Org (*) |  Qtd Leituras: 701
Cruzeiro é eliminado, nos pênaltis, na semifinal da Primeira Liga

Com gols de Lucas Silva e Sassá, o Cruzeiro chegou a abrir 2 a 0 sobre o Londrina na semifinal da Primeira Liga, na manhã deste domingo, no Estádio do Café, em Londrina (PR).

A vaga na decisão estava praticamente garantida, porém o time recuou bastante na etapa final e cedeu o empate aos 36 e 51 minutos do segundo tempo, com o atacante Safira e o volante Germano: 2 a 2. Nos pênaltis, o clube paranaense contou com participação inspirada do goleiro César, que defendeu três cobranças e ajudou sua equipe a ganhar por 3 a 1.

Antes de levar o gol de empate, em cobrança de pênalti de Germano, o Cruzeiro desperdiçou duas ótimas oportunidades em lances de contra-ataque, ambas com o meia Alex. A mais clara foi aos 47min, quando ele recebeu assistência de Bryan e, livre de marcação, chutou de pé esquerdo para o alto. Para completar a trágica atuação, o camisa 38 foi um dos que erraram a cobrança na disputa por pênaltis.

Agora, o pensamento da Raposa está exclusivamente voltado para a Copa do Brasil. Na quinta-feira, às 21h45, no Maracanã, os titulares entram em ação diante do Flamengo, pelo confronto de ida da final. O segundo jogo está marcado para quarta-feira, dia 27 de setembro, também às 21h45, no Mineirão.

Já o Londrina comemora a passagem para a decisão, que será disputada no dia 8 de outubro (sábado), às 19h30, também no Estádio do Café. O adversário será o Atlético, classificado nesse sábado ao bater o Paraná por 1 a 0, no Independência.

O JOGO

Enquanto os titulares descansavam em Belo Horizonte por causa da proximidade da final da Copa do Brasil, os reservas do Cruzeiro encaravam o calor matinal de 30ºC em Londrina. Mesmo com a Primeira Liga não sendo prioridade no clube, a equipe alternativa recebeu a missão de cumprir bom papel. Avançar à final estava nos planos, tanto pela possibilidade de ser campeão diante do arquirrival Atlético quanto pelos R$ 3 milhões de premiação.

Nos primeiros minutos, o Cruzeiro controlou o jogo. Na parte defensiva, não ofereceu espaços ao Londrina. E quando avançou, foi perigoso. Aos 18 minutos, Bryan levantou para Elber na grande área, mas o camisa 23, que estava livre de marcação, errou o domínio. Um minuto depois, Bryan voltou a aparecer, dessa vez em chute de longa distância. O arremate potente exigiu grande defesa do goleiro César, que cedeu escanteio. Na cobrança, aos 19min, Rafinha levantou no primeiro poste e Lucas Silva se antecipou a Germano para fazer 1 a 0. Emprestado pelo Real Madrid até junho de 2018, o volante marcou o primeiro tento no retorno à Toca da Raposa II e o quinto em 120 apresentações no clube.

Quem não conseguiu atuar bem na etapa inicial foi o estreante Messidoro. Na função de armador, o argentino pegou poucas vezes na bola e foi desarmado quando tentou algum drible no campo de ataque. Companheiros de ataque, Elber e Sassá também erraram bastante. Diferentemente de Rafinha, que fez boas tabelas com Bryan pelo lado esquerdo. A Raposa ainda teve equilíbrio no meio-campo graças à dupla de volantes formada por Nonoca e Lucas Silva.

O bom momento do Cruzeiro foi interrompido na reta final do primeiro tempo, quando o Londrina pressionou para tentar o empate. Foi aí que brilhou a estrela do goleiro Rafael. Na primeira oportunidade, o camisa 12 contou com a sorte, pois o chute de Carlos Henrique em cobrança de falta acertou o travessão. Depois, defendeu chute forte de Rômulo, aos 39min, e saiu nos pés de Artur, que driblou três defensores celestes antes de tentar a finalização. Nos acréscimos, a Raposa deu a resposta, mas Bryan chutou torto com o pé direito.

Time amplia, mas cede empate

Apesar de ter voltado com a mesma formação no segundo tempo, Sidnei Lobo fez a primeira substituição aos 7min. Alex entrou no lugar do apagado Messidoro. Quando pegou na bola pela primeira vez, o camisa 38 enfiou a bola para Elber, que bateu na saída de César e acertou a trave. Na sobra, Sassá chutou com a meta vazia e ampliou o placar no Estádio do Café: 2 a 0.

Com folga no marcador, o Cruzeiro tirou o pé no restante do segundo tempo. A postura recuada chamou o Londrina para o ataque. O time paranaense insistiu muito em cruzamentos, e a Raposa se virava para cortar com Arthur e Digão. Aos 31min, Carlos Henrique conseguiu ganhar dos defensores celestes e exigiu grande defesa de Rafael. Aos 33min, o camisa 8 bateu por cobertura da entrada da área e acertou o travessão. Aos 36min, o Londrina finalmente conseguiu o primeiro gol: em lançamento de Marcinho, Safira cabeceou por cima de Rafael, que estava adiantado, e fez 2 a 1. O empate quase veio na sequência, em chute de Germano. A redonda voltou a explodir na trave.

Mas a Raposa não ficou apenas na defesa. Em dois lances, teve a chance de matar o jogo. Em ambos, Alex desperdiçou. Aos 42min, ele recebeu de Sassá e chutou em cima do goleiro César. Já aos 46min, sem nenhum adversário para atrapalhá-lo, isolou a bola após ótima assistência de Bryan. As chances perdidas fizeram falta. O castigo veio aos 50min. Vander, que estreou como profissional, cometeu pênalti em Safira no penúltimo minuto. O experiente Germano, de 36 anos, cobrou rasteiro, no canto direito, e Rafael não conseguiu a defesa: 2 a 2. O Cruzeiro, que estava com a vaga nas mãos, voltou a jogar a sorte no tiro de 11 metros, a exemplo das semifinais da Copa do Brasil, em que saiu vitorioso diante do Grêmio.

Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube/Divulgação
Germano converteu cobrança de pênalti que possibilitou a classificação do Londrina à final da Liga
Pênaltis

Com muitos jogadores que não são acostumados a cobrar pênaltis, o Cruzeiro errou bastante na marca da cal. Lucas Silva, Arthur e Alex pararam no goleiro César. O único a marcar foi o lateral-esquerdo Bryan. Já o Londrina acertou com Germano, Ayrton e Dirceu – este responsável pela última batida. Rafael defendeu o chute de Marcinho, e Artur carimbou o travessão. Leia, abaixo, a ordem das penalidades:

Germano, que foi o responsável por empatar o jogo no tempo normal, bateu com categoria e fez 1 a 0 para o Londrina.

Lucas Silva, autor do primeiro gol cruzeirense, bateu mal, quase no meio do gol. César defendeu.

Marcinho correu para a bola na segunda cobrança. Rafael voltou a acertar o canto e, dessa vez, defendeu.

O canhoto Bryan mostrou frieza ao rolar a bola no canto esquerdo de César: 1 a 1.

Ayrton colocou o Londrina novamente à frente: 2 a 1.

Arthur, do Cruzeiro, bateu no canto esquerdo. César defendeu.

O Londrina poderia ampliar, mas o atacante Artur carimbou o travessão.

O meia Alex, que havia perdido duas chances de ouro no segundo tempo, voltou a falhar, dessa vez nos pênaltis. César novamente foi bem no lance.

Coube ao zagueiro Dirceu efetuar a cobrança que garantiu a classificação heroica ao Londrina: 3 a 1.

FICHA TÉCNICA

LONDRINA 2 (3) X (1) 2 CRUZEIRO

Motivo: semifinal da Primeira Liga
Local: Estádio do Café, em Londrina-PR
Data: domingo, 3 de setembro de 2017

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Lúcio Beiersdorf Flor (RS)

Pagantes: 15.420
Presentes: 17.061
Renda: R$ 150.183,00

LONDRINA - César; Reginaldo, Edson Silva, Dirceu e Ayrton; Germano, Rômulo (Patrick Vieira, no intervalo) e Jardel (Marcinho, aos 31min do 2ºT); Artur, Celsinho (Safira, aos 15min do 2ºT) e Carlos Henrique. Técnico: Cláudio Tencati

CRUZEIRO - Rafael; Lennon, Arthur, Digão e Bryan; Nonoca, Lucas Silva, Rafinha e Messidoro (Alex, aos 7min do 2ºT); Elber (Nickson, aos 35min do 2ºT) e Sassá (Vander, aos 43min do 2ºT). Técnico: Sidnei Lobo (Mano Menezes suspenso)

Gols: Safira, aos 36min, e Germano, aos 51min do 2ºT (LON); Lucas Silva, aos 19min do 1ºT, e Sassá, aos 8min do 2ºT (CRU)

Pênaltis: Germano, Ayrton e Dirceu fizeram para o Londrina; Marcinho e Artur desperdiçaram. Bryan marcou para o Cruzeiro; Lucas Silva, Arthur e Alex perderam
Cartões amarelos: Germano, aos 29min do 2ºT (LON); Lucas Silva, aos 28min do 1ºT (CRU)

* Com informação de Almanaque do Cruzeiro / Superesportes / Cruzeiro Site Oficial

/elo


VBR Artes Grficas

Comentrios:  Clique aqui e deixe o seu comentrio

 pyxis | BHZ | 03-09-17 17h07min
UMA VERGONHA, do roupeiro ao ponta-esquerda.
Melhor em campo: Nonoca
Pior em campo: Bryan
Herói do jogo: Sério???
Vilão do jogo: Alex
Inútil do jogo: Rafinha
Omisso do jogo: Messidoro
Minhas Notas: Rafael(6,5), Lennon (3), Arthur(4,5), Digão (4), Bryan(1), Nonoca(7), Lucas Silva(6), Rafinha(2), Messidoro(2), Alex(4), Elber(3,5), Nickson(Sem Nota), Sassá(6), Vander(Sem Nota). Sidnei Lobo (3).
Ainda bem que não avalio jogador por um jogo... Messidoro, sei não
 Leosbraz | No definido | 03-09-17 17h55min
É uma vergonha para o Cruzeiro ter um jogador como esse Alex no elenco. Esse é o pior jogador de todos os tempos que já vestiu o manto azul. Não tem vaga nem na nossa peladinha de final de semana, nem para completar o time.
 Eduardo Stein | Belo Horizonte | 03-09-17 18h17min
Após o empate no minuto final já sabia o resultado dos pênaltis.
Nova chuva de pênaltis mal batidos pelos atletas do Cruzeiro.
Foi assim contra o:
Nacional pela Sul Americana (3 erros)
Contra o Grêmio, onde a trave nós salvou duas vezes
E agora contra o Londrina (3 erros)
E que goleiro bom esse César do Londrina (22 anos), seguro no gol na partida e acertou todos os cantos dos cobradores. 3 defesas. Imagina esse menino treinando com o Robertinho, iria muito longe.
 Eduardo Stein | Belo Horizonte | 03-09-17 18h21min
Nas últimas três disputas de pênaltis foram:
15 chutes com 7 acertos e 8 erros.
Fica o alerta ligado para a final da Copa do Brasil. Evitar o maxímo levar a partida para disputas de pênaltis. Nosso rendimento é médiocre em 2017.
 Ronito | Marilia | 03-09-17 19h51min
O Mano orientou direitinho o seu pululo! Se tivéssemos ganhado, se o Alex não tivesse errado o último lance, se o juiz não tivesse dado 11 minutos de acréscimos, se o treinador não fosse tão medroso, se o jogo não fosse às 11h, se o time tivesse entrosado, a conversa seria outra! É fácil criticar, mas dias atrás era um erro jogar esse campeonato que não vale nada! Quando perde tem chororo??? Vejo com bons olhos a base sendo aproveitada! Logo estarão em condições de atuar no time titular!
 Ronito | Marilia | 03-09-17 19h53min
Erramos os pênaltis, mas atribuo os méritos ao bom goleiro do Londrina! Rafael acertou quase todos os cantos! Rafinha e Lenon não servem nem para o time B! Mediadora requer tempo e entrosamento. Vai dar liga
 Aladim | No definido | 03-09-17 20h04min
Repetindo: Os caras têm uma oportunidade de ouro para mostrarem serviço, e nos aprontam isso. Outra coisa: alguém, por favor, avise aos jogadores do Cruzeiro que o pênalti batido rasteiro e com força (de preferência, no canto), na maioria das vezes, resulta em gol. Decepcionante! Fica o alerta para a Copa do Brasil: a turma precisa treinar muito, mas muito mesmo, cobranças de pênalti. Vai que seja necessária outra disputa. Não podemos dar chance ao azar.
 Twitter 

 Notcias   rss
24/09 - 10h03 [7 coment.]
Cruzeirenses torcendo #24hnoMineirão e mostrando a sua força 

23/09 - 23h00 [0 coment.]
Sada Cruzeiro FA confirma a primeira colocação da Conferência Sudes

23/09 - 22h51 [0 coment.]
Diretoria do Cruzeiro anuncia a renovação de contrato de Murilo 

22/09 - 15h29 [3 coment.]
FMF é usada para gerar renda a aliados e membros de uma família 

22/09 - 14h17 [3 coment.]
Atlético-GO, mais uma grande pedra no caminho para manter o foco 

22/09 - 13h05 [2 coment.]
Sada Cruzeiro Vôlei estreará novo uniforme em partida do estadual 

21/09 - 11h24 [5 coment.]
Mano esboça time misto do Cruzeiro para atuar em Goiânia no Br´17 

21/09 - 10h06 [5 coment.]
Jogadores refutam interpretações equivocadas em fala de Romero 

>> Mais noticias
 Publicidade 


Cruzeiro.Org 1999-2017 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster