Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

*** Se tiver problemas com sua senha, clique em ESQUECI MINHA SENHA e receba uma nova ***

 Atualizado em 21-03-19 21h11min  |  Fonte: Superesportes - UAI |  Qtd Leituras: 635
Da Arquibancada - Vão nos proibir de ser Cruzeiro - Gustavo Nolasco


'Somos uma torcida de origem popular, operária, imigrante, que precisou lutar tanto contra as elites e suas agremiações para ser respeitada. Historicamente, fomos acostumados a questionar e a cobrar'

O estádio de futebol está a um passo de se tornar tribunal ou show de calouros. Não será mais Donos da Casa X Visitantes. A plateia aplaudirá algo sem graça, quase um Domingão do Faustão. No meio dela, ditadores de regras serão macacos de auditório a dizer ´pode`, ´não pode`, ´é proibido`. Nada de apito do árbitro a disparar nossos corações, mas sim claquete e contrarregra: ´silêncio. Cruzeiro X Tupi. Take 1. Gravando!`.Seremos uma manada acéfala, amedrontada, tocada a ferro, fogo e censura não pelos cânticos, bandeirões, faixas e tambores, mas sim por coronéis e marqueteiros.


Foi assim sábado. Uma faixa da torcida Comando Rasta com os dizeres ´Marielle presente` foi CENSURADA por ordem de um coronel. Justificativa: ´aqui não é local para manifestações políticas`. Oiiii!!! Como assim??? Quem deu a ele e à administradora do nosso Mineirão a autoridade de Deus para determinarem onde é ou não é local para manifestação política, de alegria ou de indignação?

Impressionante como essas arenas gourmet caminham para o autoritarismo de um lado e a chatice de outro. Às vezes, a sensação é de que colocarão alto-falante gritando palavras de ordens ou slogans publicitários no lugar da voz do povo azul e estrelado.

Não é de hoje que os censores tentam enquadrar a espontaneidade da nossa torcida. Já impediram faixas contra a Federação Lourdense de Futebol, contra veículos da imprensa/aldeia e contra fatos internos do nosso próprio clube com os quais não concordamos. Virar uma bandeira de cabeça para baixo não é um ato político, coronel?

Há muito proíbem até o espetáculo de cores produzido pelas faixas no anel superior das arquibancadas cruzeirenses. Agora é só vidro, espaço reservado ao marketing.

Como era gostoso levar nossas próprias faixas e cartazes, confeccionados no quintal antes de pegar o ônibus para o Mineirão. De uma delas, lembro bem: ´Sorin, ídolo eterno. Somos todos corazón`. Era colocada todo jogo de 2008 a 2009 até que ele se recuperasse de uma contusão. Na sua reestreia, contra o Ituiutaba, Sorin, ao entrar no gramado, correu em direção aos autores daquela faixa e os agradeceu emocionado por todas as vezes que a colocaram.

Quem não lembra do torcedor que levava a bandeira de Minas Gerais em todos os jogos do Cruzeiro na década de 1990? ´Liberdade ainda que tardia` não é uma frase política, coronel?

Agora tudo é controlado. Só permitem duas bandeiras por torcida e toda faixa ou cartaz (das organizadas ou não) passa pelo controle da censura, um remake do AI-5. O que o Cruzeiro tem a dizer sobre esse ´cala a boca` à diversidade de uma multidão livre? Até agora, não disse nada...

Somos uma torcida de origem popular, operária, imigrante, que precisou lutar tanto contra as elites e suas agremiações para ser respeitada. Historicamente, fomos acostumados a questionar e a cobrar. Por isso somos os maiores, temos tantos títulos e enchemos o Mineirão com alegria, cores e criatividade. Nós somos a festa, lembram?

Quando tentam impedir isso seja pela opressão ou pela padronização publicitária da festa popular, o sinal amarelo precisa ser ligado urgentemente. Não pode haver silêncio imposto que nos cale. Não podemos nos deixar domar. A torcida do Cruzeiro não é maior à toa. Temos de questionar sempre a Minas Arena, a passividade do próprio Cruzeiro e qualquer ato de CENSURA às nossas opiniões individuais, alegres ou indignadas.

Se não fizermos isso, o próximo passo dos coronéis e marqueteiros pode chegar ao ponto de nos proibir de sermos Cruzeiro. Obrigar que calcemos sapatênis; negar nossas faixas de bi-tri-tetra-pentacampeões e nos torturarem até a submissão derrotista do ´EU (confesso que) ACREDITO`.

/elo


Cruzeiro.Org - 25 anos

Comentários:  Clique aqui e deixe o seu comentário

 pyxis | BHZ | 26-03-18 19h48min
A ´proibição` já existe. E não é por causa da FMF, Minas Arena ou algum da camarilha... é por causa de alguns cruzeirenses mais realistas do que qualquer outro súdito azul. Depois de ameaças físicas e quetais, já estão proibindo cruzeirenses de serem cruzeirenses ... e liberar faixas para A e mandar bater o B que põe ´outro tipo de faixa`, não é coisa de gente honesta.
Fascistas estão muito à vontade junto com golpistas.
 Twitter 

 Notícias   rss
15/03 - 06h11 [0 coment.]
CBF divulga tabela detalhada de duas rodadas do Brasileiro Feminino 

14/03 - 18h56 [0 coment.]
Cruzeiro apresenta roteiro para possível devolução de ingresso 

14/03 - 08h46 [0 coment.]
Cruzeiro atingido em cheio pelas dificuldades do Deportivo Lara (VEN) 

13/03 - 23h55 [0 coment.]
Sada Cruzeiro vence Taubaté e reassume liderança da Superliga 18/19 

13/03 - 20h54 [0 coment.]
Conmebol adia novamente confronto entre Cruzeiro e Deportivo Lara 

12/03 - 20h41 [0 coment.]
Deportivo Lara é o sexto venezuelano no caminho da Libertadores 

11/03 - 09h58 [0 coment.]
Cruzeiro supera 70% de aproveitamento em 200 jogos na nova Toca 3 

10/03 - 21h20 [0 coment.]
Cruzeiro vence Tombense e mantêm invencibilidade na temporada 

>> Mais noticias
 Publicidade 


Cruzeiro.Org® 1999-2019 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster