Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notcias   

*** Se tiver problemas com sua senha, clique em ESQUECI MINHA SENHA e receba uma nova ***

 Atualizado em 22-05-19 04h01min  |  Fonte: Cruzeiro.Org (*) |  Qtd Leituras: 354
Cruzeiro faz apresentação deplorável e é ´premiado` com empate


O Cruzeiro voltou a ficar devendo em relação ao desempenho e deixou a vitória escapar em duelo contra o Fluminense, na noite desta quarta-feira, pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil, no Maracanã. O time celeste vencia a partida no Rio de Janeiro até os 48' do segundo tempo, com gol de Pedro Rocha, na única finalização celeste na partida. Nos acréscimos, depois de cobrança de escanteio, o Tricolor chegou à igualdade com João Pedro: 1 a 1.

O jogo de volta contra os cariocas será no dia 5 de junho (quarta-feira), às 19h15, no Mineirão. A equipe que vencer avança às quartas de final. Empate por qualquer placar - já que o número de gols fora de casa não é critério de desempate - leva a decisão para os pênaltis.

Antes desse compromisso, no entanto, o Cruzeiro terá pela frente três adversários pelo Campeonato Brasileiro. O primeiro é justamente o Tricolor, em jogo neste sábado, às 18h, no Maracanã. Depois, a equipe celeste mede forças com Chapecoense (26 de maio, às 19h, em casa) e São Paulo (2 de junho, às 16h, fora).


O JOGO

À lá Mano Menezes, o Cruzeiro adotou estratégia absolutamente reativa na noite desta quarta-feira, no Maracanã. Marcando do meio-campo para trás, em linha média, a equipe celeste deu espaço para o Fluminense avançar pensando em explorar o pivô de Fred e a velocidade de Pedro Rocha no contra-ataque. A dupla de atacante, no entanto, foi observada de perto pelos zagueiros do Tricolor, especialmente por Matheus Ferraz, que não deixou o camisa 9 da Raposa sequer planejar qualquer jogada.

Diante da dificuldade do Fluminense de furar o bloqueio celeste - foram apenas duas finalizações de dentro da área - e da inoperância ofensiva de um Cruzeiro muito conservador, que não finalizou na etapa inicial, o jogo acabou concentrado no meio-campo. Na saída do primeiro tempo, Rodriguinho admitiu os problemas do time. ´Estamos tendo dificuldades, eles têm uma equipe bem treinada. Precisamos ficar mais com a bola para criar dificuldades para eles`, disse.

O Cruzeiro voltou do intervalo mantendo a estratégia reativa, esperando o Fluminense em seu campo de defensa. Na segunda etapa, porém, a tática funcionou. Na primeira finalização do time de Mano Menezes na partida, aos 12’ do tempo final, Pedro Rocha recebeu belo lançamento de Robinho, entrou na área com a bola dominada e bateu para marcar o gol. 1 a 0. Foi o segundo tento dele com a camisa celeste.

Atrás do marcador, o Fluminense intensificou suas tentativas. Aos 15’, Luciano chegou a marcar, mas o assistente viu, corretamente, posição de impedimento do atacante. Aos 35’, foi o jovem Marcos Paulo, de 18 anos, que assustou Fábio. Ele acertou o travessão do goleiro celeste. No rebote, Luciano estava, mais uma vez, em posição de impedimento. O volume deu retorno. Aos 48', no último lance da partida, Matheus Ferraz ganhou pelo alto de Dedé após cobrança de escanteio de Ewandro, a bola sobrou para João Pedro, que não desperdiçou. 1 a 1. O árbitro Luiz Flávio de Oliveira apitou o fim do jogo em seguida.


ATUAÇÕES

Por GloboEsporte.Com

Pedro Rocha põe time em vantagem, Fábio vai bem, mas vitória escapa. Atacante aproveita única finalização cruzeirense em todo o jogo, e Raposa leva vantagem no placar até o último lance, até levar o empate do Fluminense

Pedro Rocha - nota 7,0 - Fez o gol cruzeirense na primeira - e única - finalização dele (e do Cruzeiro) em toda a partida.

Robinho - nota 6.5 - Como todo o time, não teve atuação tão destacável, mas foi dele a assistência para o gol de Pedro Rocha, mantendo o status de principal garçom da equipe de Mano Menezes.

Fábio - nota 6.5 - Atuação segura. Nas vezes em que foi exigido, esteve bem. Levou um susto em um chute no travessão, em finalização de Marcos Paulo, na segunda etapa. Não teve culpa no gol do Fluminense.

Notas: Fábio(6,5), Orejuela(5,5), Dedé(6,5), Léo(6,5), Egídio(6), Henrique(6), Lucas Romero(6), Rodriguinho(5,5), Jadson(6), Robinho(6,5), Pedro Rocha(7), David(sem nota), Fred(6), Sassá(sem nota).

Por Lance!

Pedro Rocha se destaca em empate no Maracanã. O atacante cruzeirense foi preciso e marcou logo na primeira oportunidade da equipe mineira na partida. Já Fred teve dificuldades para se livrar da marcação e pouco fez

Notas

Fábio- 6,0 - Atuação na média. Não tinha o que fazer no gol de João Pedro.
Orejuela- 5,0 - Errou quase todos os contra-ataques que tentou puxar para a Raposa.
Dedé- 6,5 - Com a categoria de sempre, fez cortes providenciais e levou vantagem nas bolas aéreas.
Léo- 6,5 - Levou a melhor sobre Yony pelo setor esquerdo e passou segurança ao lado de Dedé na zaga da Raposa.
Egídio- 5,5 - Teve trabalho com Gilberto e deixou o lateral tricolor cruzar e finalizar com perigo.
Henrique- 6,0 - Burocrático. Não comprometeu na marcação e cumpriu a função de rodar a bola.
Lucas Romero- 5,5 - Errou alguns passes e deu uma entrada dura em Ganso que resultou em amarelo.
Robinho- 6,5 - Tentou armar contra-ataques pela direita no primeiro tempo, mas estava muito sozinho. Na segunda etapa, deu passe açucarado para Pedro Rocha invadir a área e abrir o placar.
Rodriguinho- 5,0 - Muito apagado, perdeu facilmente a bola e deixou a equipe carente de sua criatividade na armação de jogadas.
Pedro Rocha- 7,0 - Na primeira finalização do Cruzeiro na partida, não perdoou e abriu o placar após chute firme, sem chances para Rodolfo.
Fred- 5,5 - Teve dificuldades de se livrar da marcação e fazer o pivô.
Jadson - 6,0 - Entrou para reforçar a marcação e segurar a vantagem no placar e cumpriu bem esta função.
David - 6,0 - Teve poucas chances em um Cruzeiro muito recuado e que apenas se defendia.
Sassá - sem nota - Pouco pode fazer para mudar o cenário da partida nos poucos minutos em que atuou.
Mano Menezes - 5,5 - O Cruzeiro fez um primeiro tempo fraco, de pouca criatividade. Após sair na frente com um contra-ataque bem executado, recuou demais o time e foi punido com o empate no último lance.


ESTATÍSTICA DO CONFRONTO

Jogos: 81

Vitórias: 25
Empates: 20
Derrotas: 36
Saldo: -11

Gols marcados: 111
Gols sofridos: 126
Saldo: -15

Partida Anterior (Jogo 80)
Cruzeiro 2 x 1 Fluminense-RJ - 25/ago/2018
Brasileiro
Toca 3 - Belo Horizonte (MG)


CURIOSIDADES

Pela Copa do Brasil

Este foi do terceiro jogo entre Cruzeiro e Fluminense pela Copa do Brasil. Anteriormente, em 2006, na 18ª edição da competição, o Fluminense eliminou o Cruzeiro com vitória de 3 x 2, no Mineirão, e por 1 x 0, no Maracanã.

No Rio de Janeiro

Foram 41 confrontos no estado do Rio de Janeiro, quase todos na capital, com exceção de cinco deles, disputados nas cidades de Mesquita (3) e Volta Redonda. O Cruzeiro venceu nove, houve 13 empates e o Fluminense ganhou 18. Nestes jogos, a Raposa marcou 46 gols e sofreu 62. Fazem mais de 11 anos que o Cruzeiro não consegue triunfo sobre o adversário no Rio de Janeiro.

No Maracanã

As duas equipes se enfrentaram 27 vezes no estádio Maracanã, com seis vitórias do Cruzeiro, dez empates e 11 vitórias do Fluminense. A Raposa marcou 28 gols e sofreu 35.

Artilheiros
4 gols – Alecsandro, Dirceu Lopes, Evaldo e Tostão
3 gols – Marcelo Moreno, Wagner, Wellington Paulista e Willian
2 gols – Alex, Chiquinho, De Arrascaeta, Júlio Baptista, Montillo, Motta, Natal, Paulinho McLaren, Rafael Silva e Sabú


FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 1 X 1 CRUZEIRO

Competição: Copa do Brasil
Motivo: Oitavas de Final (Partida de Ida - First Leg)
Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data e horário: quarta-feira, às 21h30

Público presente: 15.912
Público pagante: 16.806
Renda: R$ 398.635,00

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Émerson Augusto de Carvalho e Neuza Inês Back (SP)
VAR: José Cláudio Rocha Filho (SP)

Fluminense - Rodolfo; Gilberto, Matheus Ferraz, Nino e Caio Henrique; Allan e Daniel (Ewandro); Luciano (João Pedro), Paulo Henrique Ganso e Leo Artur (Marcos Paulo); Yony González. Técnico: Fernando Diniz

Cruzeiro - Fábio; Orejuela, Dedé, Leo e Egídio; Henrique e Lucas Romero; Robinho, Rodriguinho (Jadson) e Pedro Rocha (David); Fred (Sassá). Técnico: Mano Menezes

Gol: Pedro Rocha (12’2ºT) e João Pedro (48'2ºT)
Cartões amarelos: Paulo Henrique Ganso, Nino (Fluminense); Rodrigunho, Lucas Romero (Cruzeiro)

(*) Com material de Cruzeiro Site Oficial - Cruzeiro.Org - Portal UAI


P R O M O Ç Ã O

Ingresso para jogo Cruzeiro x River Plate
Libertadores da América
Oitavas de Final
Setor Amarelo Superior

30/7 – Terça-feira, 19h15 – Cruzeiro x River Plate-ARG

Compartilhe e Comente

/elo


Cruzeiro.Org - 25 anos

Comentrios:  Clique aqui e deixe o seu comentrio

 pyxis | BHZ | 16-05-19 10h28min
Tudo que eu disser sobre a partida de ontem será REPETITIVO.
Exceto que a apresentação de ontem teve uma evolução à potencia ´n` do Manobol... em TUDO. E ainda haveria ´comemoração` de gente sem noção caso saíssemos com vitória...
QUE FASE !!!!
 pyxis | BHZ | 16-05-19 10h31min
Na linha do ser REPETITIVO... este pessoal de avaliação de atuação é MÓ SEM NOÇÃO...
Melhor em campo: Pedro Rocha
Pior em campo: Jadson
Herói do jogo: Pedro Rocha
Vilão do jogo: Rodriguinho
Minhas Notas: Fábio(5), Orejuela (4), Dedé(5), Léo(5), Egídio(3), Henrique(5), Lucas Romero(5), Rodriguinho(2), Jadson(1), Robinho(6), Pedro Rocha(6,5), David(sem nota), Fred(4), Sassá(sem nota). Mano Menezes(2).
 mrr | Natal | 16-05-19 11h03min
Não dá para jogar por uma bola e essa tem sido a proposta do Mano. Quando tenta colocar o time ofensivo apanha pois não tem cacoete para tal. É como se colocássemos um técnico da defesa para treinar no ataque no futebol americano.
 fabio velame | Governador Valadares | 16-05-19 11h18min
Um workshop de anti-futebol ministrado por Mano Menezes e seus comandados, em mais uma atuação vergonhosa. Jogar retraído durante o tempo todo foi inexplicável. Percebi que o Jadson é o novo Rafinha, na cabeça de Mano Menezes. Estamos lascados.
 fabio velame | Governador Valadares | 16-05-19 11h20min
Pior do jogo: Rodriguinho Melhor do jogo: Pedro Rocha
 DVelloso | No definido | 16-05-19 11h43min
O Fluminense deu todos os sinais para que o Cruzeiro gostasse do jogo, mas a Raposa foi tão fiel ao seu comandante que não percebeu.
 Marco | Curitiba | 16-05-19 13h09min
Péssimo, péssimo, péssimo! Falar mais oque? Quando a gente acha que o time não pode piorar ele nos surpreende e piora! MM realmente se superou. Acho que 2019 já era. Assim não ganharemos mais nada este ano.
 mrr | Natal | 16-05-19 19h43min
Não ficaria surpreso se o MM pulasse fora na parada para Copa América. Alias ja fez isso duas vezes com o clube.
 _vitor | Vitoria | 17-05-19 15h48min
Que jogo horrível! Até o Botafogo com um time ridículo foi la e conseguiu criar boas jogadas contra o Fluminense. O Mano achou que estava enfrentando quem? O Barcelona?! Pq ficar *****mente recuado os 90 minutos foi feio de ver.
 Twitter 

 Notcias   rss
20/05 - 06h48 [1 coment.]
CBF confirma confronto diante da Chapecoense para o Independência 

20/05 - 06h26 [3 coment.]
Programação de atividades do futebol profissional até 28 de Maio 

19/05 - 18h36 [1 coment.]
Cruzeiro sofre revés ante rival pelo Campeonato Mineiro Sub-20 

19/05 - 08h58 [1 coment.]
Zezé Perrella remarca reunião para eleição de novo Conselho Fiscal 

19/05 - 08h27 [6 coment.]
Cruzeiro amarga nova derrota para Flu em apresentação vexaminosa 

18/05 - 09h07 [1 coment.]
Raul comemora recorde mundial de invencibilidade de gols sofridos 

18/05 - 07h07 [1 coment.]
Em dia de manifestação internacional, Cruzeiro fica em silêncio 

17/05 - 19h41 [1 coment.]
Sada Cruzeiro contará com o ponteiro argentino Facundo Conte  

>> Mais noticias
 Publicidade 


Cruzeiro.Org 1999-2019 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster