Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home | Noticias | Blog PHD | Charges | Colunistas | Competicoes | Especiais | 

Cruzeirenses pelo Mundo | Torcedor do Futuro | Servicos | Quem Somos 

*** AVISO - PODCASTs, NOTÍCIAS E COLUNAS DE OPINIÃO ESTARÃO, a partir de 26 de JULHO de 2020 no Blog PHD ***

 Acesso mais recente em 13-08-20 00h27min  |  Fonte: GloboEsporte.Com |  Qtd Leituras: 591
COLAPSO: Adversários da Série B preocupados com o ´Fator Azul`


Após a derrota por 2 a 0 para o Palmeiras, pela última rodada do Brasileiro, o Cruzeiro terminou a temporada rebaixado pela primeira vez - com 36 pontos, em 17º lugar. Será, em 2020, o sétimo clube do G-12 a disputar a Série B no formato atual.

Desde que passou a ser composta por 20 equipes, em 2006, oito edições do campeonato tiveram participação de um clube com maior receita, e um fator chama a atenção: todos eles subiram ao fim da temporada. Muitos apontam que os acessos são motivados por cotas financeiras mais altas, valorização de patrocinadores e maior número de sócios. No próximo ano, outras equipes tradicionais como América-MG, Chapecoense, Náutico e Vitória estarão na briga pelas quatro vagas que levam à elite do futebol brasileiro.

Mas qual o impacto de ter um gigante, como a Raposa, na disputa?

Durante as 14 edições da Série B, como é disputada nos moldes atuais, participaram Atlético-MG, Corinthians, Vasco, Palmeiras, Botafogo e Internacional. Todos foram campeões. Somente o Cruz-Maltino que, em duas das três vezes que disputou a Segunda Divisão, subiu como terceiro colocado. Vale ressaltar que, quando rebaixado, em 2011, o Athletico trabalhava com um orçamento inferior aos dos clubes de maior investimento.

Em meio ao histórico desses clubes na briga da Série B, o jornalista e especialista em negócios do esporte, Rodrigo Capelo, aponta o patamar técnico como um fator determinante no desempenho do Cruzeiro para o próximo ano.

´A gente tem um Cruzeiro que, mesmo com suas dificuldades financeiras, deve ter uma vida razoavelmente fácil na Série B. Porque mesmo caindo, devendo, ainda vai ter capacidade de contratar jogadores melhores e mais caros do que quem está na Série B. Isso não muda. Teria que estar num estado muito mais catastrófico para que isso fosse um problema.`

Depois de disputar por seis anos a Série A e sofrer o primeiro rebaixamento da história do clube neste ano - ao terminar em 19º -, a Chapecoense pondera o cenário de 2020. Para o gerente de futebol, Michel Gazola, o desempenho do adversário também dependerá do quadro financeiro que vive. Apesar de, em teoria, enxergar uma vaga a menos entre os quatro primeiros colocados.

- É um impacto grande, porque esses clubes sempre gera expectativa de que tenha mais recursos para investir. A diferença é dentro de campo, mesmo. Tem um nível técnico que está fora do padrão da Série B. Apesar de que, dependendo do clube, pode vir com muitas dívidas. Então vai depender de como os dirigentes vão administrar. Mas vejo como uma vaga a menos, teoricamente, para acesso. A competitividade fica muito maior.

/elo


Cruzeiro.Org - 25 anos

Comentrios:  Clique aqui e deixe o seu comentrio

 pyxis | BHZ | 11-12-19 09h40min
O texto é ruim (MADRASTA DO TEXTO RUIM MANDOU LEMBRANÇAS!) mas reconheço que ver os caras preocupados com o Cruzeiro sem levar em consideração a situação REAL do clube, é terrível !!! e aterrorizante...
 DVelloso | No definido | 11-12-19 13h04min
Matéria com erros. O campeão no ano de acesso do Inter foi o América - MG. E as comparações de investimento da temporada 2020 serão completamente distintos dos últimos anos com a alteração da distribuição de cotas.
 mrr | Natal | 12-12-19 21h44min
Em que mundo vive esse autor do texto? O Cruzeiro tem uma dívida de mais 700 milhões, cotas adiantadas além do passivo de jogadores com altos salários sem ter como paga-los. Na verdade, é justamente o contrário, o CEC corre o risco de ficar mais de um ano na B.
 Twitter 

 Notcias   rss
26/07 - 07h00 [1 coment.]
Cruzeiro.Org muda o foco de seu conteúdo e serviços 

10/07 - 11h07 [0 coment.]
COLAPSO: ´Má Gestão x Má Fé` por Sérgio Santos Rodrigues 

10/07 - 07h07 [0 coment.]
CENTENÁRIO: CBF marca jogo contra o Cuiabá (MT) dia 2 de janeiro 

10/07 - 06h49 [0 coment.]
COLAPSO: Aumento das despesas de salários em 50% com Wagner Pires 

09/07 - 19h34 [0 coment.]
CENTENÁRIO: Vinte anos do TRI na Copa do Brasil na Toca 3 

09/07 - 19h17 [0 coment.]
COVID-19: CBF define calendário. Série B encerrará em 30 de janeiro 

08/07 - 12h42 [0 coment.]
COVID-19: Cruzeiro prioriza Toca 3 mas avalia sede no interior 

07/07 - 19h29 [0 coment.]
COVID-19: FMF define retorno do Mineiro 2020 para 26 de julho 

>> Mais noticias
 Publicidade 


Cruzeiro.Org Desde 1999 - Site Oficial da Torcida - ANO 21 - Contatos para Webmaster