Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

*** ATENÇÃO - Atualize seus dados e concorra a ingressos para jogos na Toca III ***

 Atualizado em 18-07-18 18h59min  |  Fonte: Superesportes - UAI |  Qtd Leituras: 262
Clubes desconhecem contratos que assinaram com a Globo


Clubes têm oferta de US$ 200 mi para vender direitos do Brasileiro fora do país, mas esbarram em desconhecimento de contratos com Globo
Chineses e fundos internacionais disputam transmissão, mas recuaram ao perceber que clubes não sabem bem o que fecharam com TV brasileira

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e os clubes da Série A estão com propostas milionárias em mãos para vender os direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro para o exterior já em 2019, uma delas da China, de US$ 200 milhões (R$ 780 milhões). Outro fundo de investimento internacional admitiu pagar R$ 550 milhões, mas incluindo exploração de placas de publicidade. O impasse para o martelo ser batido é justamente o desconhecimento, por parte dos dirigentes das agremiações, de detalhes dos contratos de renovação assinados recentemente com a TV Globo. Na prática, eles não sabem se podem fazer o negócio ou se precisam do aval da emissora carioca.

O Superesportes obteve com exclusividade o áudio da reunião realizada nessa terça-feira, na Câmara dos Deputados, em Brasília, com a presença de dirigentes de vários clubes das Séries A e B e do deputado federal Vicente Cândido (PT-SP). Não por coincidência, o político é diretor de relações institucionais e internacionais do Corinthians. Recentemente, ele deixou a função de diretor de assuntos internacionais da CBF*.

Estavam presentes representantes de Corinthians (Andrés Sanchez, que também é deputado federal pelo PT-SP), Flamengo (Eduardo Bandeira de Mello), Cruzeiro (presidente Wagner Pires de Sá e vice-presidente jurídico Fabiano de Oliveira Costa), Atlético-PR (Mario Celso Petraglia), Internacional, Coritiba, Figueirense, Avaí, Juventude e Vila Nova-GO.

No encontro, dirigentes debateram as propostas que a CBF apresentou aos clubes do mercado internacional pelos direitos de transmissão do Brasileiro. Desde então, o entrave passou a ser a falta de conhecimento do conteúdo negociado individualmente por cada instituição com a TV Globo. Em Minas, Atlético, Cruzeiro e América renovaram com a TV Globo de 2019 a 2024. Os acordos anteriores iam até 2018.

Outros clubes brasileiros fizeram acordos individuais parecidos. O Atlético Paranaense foi a exceção. Fechou a venda dos direitos de TV para o canal fechado Esporte Interativo, sem direito à exploração do conteúdo dos jogos em plataformas digitais.

Representante do Atlético-PR na reunião, Mario Celso Petraglia foi o único a mostrar conhecimento do que fechou com o Esporte Interativo. Justamente por isso, cobrou agilidade dos demais clubes no esclarecimento de cláusulas acerca da venda de direitos para o exterior. ´Enquanto nós não tivermos, presidente Andrés (referindo-se ao mandatário do Corinthians, um dos organizadores do encontro), essa definição, não vem proposta firme (do exterior). Então, isso ficou essa dependência, e tenho que dar essa resposta aos fundos internacionais. O que a Globo, qual é a concorrência que nós vamos enfrentar com a Globo lá fora. Esse é o ponto de dúvida atual`.

Em outro ponto, Petraglia foi mais incisivo com seus colegas. ´(Temos que levantar) outras plataformas que ela (Globo) não pode mais estar fazendo. Mas isso que temos que esclarecer urgente. Não adianta ficarmos na especulação, temos que saber objetivamente. (...) É um pouco mais complexo, mas tem que ver a tecnologia, se eles (Globo) têm direito ou não de transmitir o streaming, que é a internet, aí é que pega. Ela pode só transmitir só dentro da televisão da Globo. Aí ela criou a Globoplay, que é streaming, se ela estiver transmitindo os nossos jogos dentro da Globoplay, ferrou`, acrescentou Petraglia.


O presidente do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá, chegou a esboçar uma tese: ´Até onde eu sei, é só o canal dela`. Em seguida, foi interpelado por Mario Celso Petraglia: ´É até onde você sabe, mas não é o que ela (Globo) está dizendo`. O vice-presidente jurídico do Cruzeiro, Fabiano de Oliveira Costa, então emendou: ´Estamos levantando`.

No decorrer do debate, o dirigente do Atlético Paranaense revelou que a falta de conhecimento dos clubes quanto ao conteúdo do contrato assinado com a TV Globo fez os chineses recuarem na intenção de adquirir os direitos de transmissão do Brasileirão.

´É assunto complexo, muito complexo, porque todos sabemos, sem nenhuma crítica, que realmente esse mercado não foi explorado pela Globo, o mercado internacional. Houve intenção de promover muito mais a marca da Seleção Brasileira pelo resto do mundo do que a marca dos grandes clubes brasileiros. São décadas em que isso aconteceu, então o mercado internacional desconhece o nosso produto. É o início de um trabalho, temos que promover a seriedade do futebol brasileiro e vendê-lo. Essa oportunidade é mais um passo a partir do ano que vem. Mas nós sentimos, do mercado internacional, enviou uma carta de intenção firme de um grupo chinês, de US$ 200 milhões, só pelo Campeonato Brasileiro, só pelos direitos internacionais, sem inclusão da estática, porque a proposta que existe hoje na mesa da CBF inclui os direitos internacionais e estáticos (R$ 550 milhões), mas quando avancei para ver a proposta firme, vendo a carta de intenção, para fecharmos o mais rapidamente possível, a Globo se movimentou em nível internacional e começou a criar dúvidas dos direitos que ela tem por contrato. Então, os chineses, que têm sede em Hong Kong, retrocederam e não mandaram a oferta firme. Daí buscamos outras alternativas e temos de dois fundos, duas cartas de intenção, de comprarem esses direitos desde que se esclareça qual é realmente o direito que a Globo tem lá fora. Então, nós precisamos, daqueles clubes que assinaram com a Globo, que não é o nosso caso, que nós não assinamos ainda a partir de 2019 com a Globo, só assinamos com a Esporte Interativo, e com Esporte Interativo nós fizemos questão de não vender o streaming, eles não têm, só tem direito à televisão fechada, nem fora nem dentro do Brasil. Mas nós desconhecemos o que os clubes assinaram com a Globo. Então, o Cruzeiro, outros ficaram responsáveis de fazer essa análise tecnológica de quais são os direitos que a Globo realmente tem lá fora`, disse Petraglia no encontro.

O presidente cruzeirense chegou a pedir tempo a Andrés Sanchez para levantar as informações necessárias. Por sua vez, o mandatário do Corinthians garantiu que só baterá o martelo com a empresa escolhida pela maioria dos clubes. ´O único impedimento, não é impedimento, a única coisa que pediria é se a gente ganha tempo. Quanto tempo a gente pode sentar e decidir pela melhor proposta`, disse Wagner Pires de Sá. ´A comissão tem que sentar o mais rápido possível e decidir. O Corinthians só vai assinar o que a comissão decidir`, respondeu o corintiano.

Mais à frente, Wagner Pires de Sá se mostrou favorável a fechar com o fundo que ofereceu R$ 550 milhões (incluindo estática) e recebeu a reprovação de Petraglia. ´O grupo que ofereceu R$ 550 milhões está disposto a fazer do jeito que está (sem saber dos detalhes dos contratos dos clubes com a Globo)`. O atleticano, então, disse: ´Porque ele incluiu as placas dentro do pacote`, dando a entender que a oferta foi desfavorável economicamente.

Outro dirigente não identificado pela reportagem pediu a palavra e lembrou que o presidente eleito da CBF para o mandato de 2019 a 2023, Rogério Caboclo, deu versão de que a Globo perdeu o direito de explorar comercialmente a transmissão fora do Brasil. ´Rogério Caboclo, de forma genérica, disse que o contrato de transmissão internacional com a Globo tinha acabado e eles iam começar novas negociações. A CBF participou de feira internacional e ofereceu o Campeonato Brasileiro para vários países`, alegou.

No fim do debate, o vice-presidente jurídico do Cruzeiro, Fabiano de Oliveira Costa, ressaltou a necessidade de os clubes fecharem algum contrato com empresas internacionais, justamente para reforçarem suas marcas no exterior. ´É inadmissível que o Brasil, que se diz como melhor futebol do mundo, faça pesquisa na Europa e as pessoas não conheçam os clubes brasileiros. Aqui, acho que conhecemos todos da Inglaterra, da Itália, da Alemanha. E eles não conhecem nossos clubes. É trabalho muito mais institucional. O melhor projeto, necessariamente, não é o que dá o retorno financeiro imediato, tem que pensar a longo prazo`.

Na pauta da reunião em Brasília também estavam a criação de uma associação representativa dos clubes das Séries A e B, projetos de legalização de bingos em estádios, redução de encargos tributários e participação na recém-criada raspadinha Lotex.

* Informação corrigida às 13h43. Anteriormente, lia-se nesta matéria que Vicente Cândido ainda acumulava os cargos de deputado e dirigente de Corinthians e CBF. Ele já deixou a função na CBF.



PROMOÇÃO - CRUZEIRO.ORG

Comente no site e ganhe UM ingresso (Setor Amarelo Superior)

Libertadores 2018

Cruzeiro x Flamengo
29/8 (quarta-feira), às 21h45
Mineirão

/elo


Cruzeiro.Org - 25 anos

Comentários:  Clique aqui e deixe o seu comentário

 pyxis | BHZ | 06-07-18 10h31min
Caramba...
Contrato da Minas Arena voltando para o Judiciário e o Wagner pagando mico diante do Petraglia...
Cadê os canalhinhas que usam perfil falso para mentir????
Ferraram o GPT e agora ferram o Wagner.
O CRUZEIRO tá FUDIDO !!!
 ivan.soares | Belo Horizonte | 10-07-18 10h57min
Como pode um departamento jurídico de qualquer buteco assinar um contrato que não conhece? Ainda mais o jurídico de um dos maiores clubes da América Latina. Vergonha da falta de profissionalismo deste pessoal.
 Twitter 

 Notícias   rss
17/07 - 14h52 [1 coment.]
Cruzeiro garantiu R$ 5,4 mi e pode ganhar 'bolada' na Copa do Brasil 

17/07 - 12h43 [3 coment.]
Mano é ironizado por sua avaliação dos 44 mil no Mineirão 

17/07 - 10h03 [1 coment.]
Pentacampeão, Cruzeiro completa 150 jogos pela Copa do Brasil 

17/07 - 08h57 [2 coment.]
Arrascaeta se iguala a Willian em artilharia na 'era novo Mineirão 

17/07 - 08h35 [1 coment.]
Torcida do Cruzeiro registra maior público em oitavas da CopaBr 

17/07 - 07h21 [2 coment.]
Arrascaeta é o herói da classificação às quartas da CopaBr 2018 

17/07 - 06h59 [2 coment.]
Marcone Barbosa deixa Comunicação e assume Gerência do Futebol 

16/07 - 07h33 [5 coment.]
Cruzeiro busca vaga nas quartas de final da Copa do Brasil 2018 

>> Mais noticias
 Publicidade 


Cruzeiro.Org® 1999-2018 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster