Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notcias   

*** Cruzeiro.Org® - Desde 1999 - Site Oficial da Torcida - 20 ANOS ***

 Atualizado em 19-08-19 15h31min  |  Fonte: Cruzeiro.Org (*) |  Qtd Leituras: 505
Cruzeiro perde liderança geral na Lib´19 em atuação pífia


Em jogo de tempos completamente distintos, o Cruzeiro saiu atrás do marcador, buscou o empate, mas acabou sofrendo gol nos instantes finais e foi derrotado por 2 a 1 pelo Emelec, nesta quarta-feira, pela Copa Libertadores. Se na etapa inicial o clube celeste quase não produziu ofensivamente, no tempo final, com as entradas de Robinho e Thiago Neves, conseguiu levar perigo diversas vezes ao gol adversário. Sassá marcou para os donos da casa, enquanto Fábio (contra) e Angulo (de pênalti) fizeram os gols dos equatorianos.

Com o resultado no Mineirão, o time celeste perdeu os 100% de aproveitamento na Libertadores e encerrou a fase de grupos com a segunda melhor campanha geral. O Palmeiras derrotou o San Lorenzo por 1 a 0, em São Paulo, e ficou com o primeiro lugar absoluto. Agora, a equipe celeste passa a aguardar o sorteio dos duelos das oitavas de final. O evento está marcado para a próxima segunda-feira, na sede da Conmebol, em Luque, no Paraguai. O Cruzeiro poderá enfrentar qualquer um dos segundos colocados.

Já pelo Brasileirão, o próximo compromisso do time de Mano Menezes é contra o Internacional, no domingo (dia 12), às 16h, no Beira-Rio, em Porto Alegre. Depois de perder na estreia por 3 a 1 para o Flamengo, no Rio de Janeiro, o Cruzeiro venceu seus últimos dois compromissos pelo torneio nacional – 1 a 0 contra o Ceará e 2 a 1 sobre o Goiás, ambos no Gigante da Pampulha.


O JOGO

Com seis alterações em relação ao time que venceu o Goiás por 2 a 1, no último domingo, pelo Brasileirão, o Cruzeiro encontrou sérias dificuldades para trocar passes e construir jogadas nos minutos iniciais do jogo contra o Emelec, no Mineirão. Seguros na marcação, os equatorianos cederam poucos espaços e bloquearam, especialmente, as tentativas de Rafinha pela esquerda. O meia-atacante, mais uma vez, pouco conseguiu produzir ofensivamente.

O primeiro lance que despertou reação das arquibancadas aconteceu apenas aos 18’. Sassá aproveitou vacilo da zaga do Emelec, tocou de cabeça para frente e acabou derrubado com falta dentro da área antes de conseguir dominar a bola novamente. Mesmo diante de muita reclamação dos cruzeirenses, o árbitro colombiano Andrés Rojas mandou o jogo seguir.

Em busca de um resultado mais seguro, de olho na segunda vaga do grupo nas oitavas de final da Libertadores, o Emelec começou a ceder mais espaços na segunda metade do tempo inicial. Aos 31’, Ariel Cabral quase aproveitou a sobra de uma cobrança de falta de Edilson, mas a finalização da entrada da área raspou a trave direita de Esteban Dreer. Em compensação, os equatorianos avançaram e conseguiram abrir o placar no Mineirão aos 40’.

Com a bola dominada no setor esquerdo, Egídio fez jogada plástica, deixou o adversário no chão em bonita finta, mas logo depois entregou a bola para Matamoros em passe equivocado para Rodriguinho – o que deixou Mano Menezes revoltado no banco de reservas. O meia equatoriano tocou para João Rojas, que finalizou de longe. A bola tocou no travessão, ainda voltou nas costas de Fábio, e acabou no fundo das redes. 1 a 0. Foi o primeiro tento sofrido pelo Cruzeiro nesta edição da Copa Libertadores.

Diante da inoperância ofensiva e de certa apatia do Cruzeiro, a equipe voltou do intervalo com duas modificações. David entrou na vaga de Rafinha e Robinho substituiu Ariel Cabral. Assim, Jadson passou a fazer a função de segundo volante. As alterações funcionaram. Nos sete primeiros minutos da etapa final, a Raposa produziu mais do que todo o tempo inicial. O time celeste assustou Dreer aos 3’, com Rodriguinho, aos 4’, com Fabrício Bruno e aos 7’, quando Edilson finalizou a bola na rede pelo lado de fora. Mano ainda trocou Jadson por Thiago Neves, aos 19’.

Depois de amassar muito o adversário em inúmeras tentativas, o Cruzeiro finalmente conseguiu marcar aos 21’. Edilson aproveitou rebote de escanteio, cruzou na segunda trave para Leo, que serviu Sassá no meio da área. O atacante dominou e soltou uma bomba, sem chances para Dreer. 1 a 1. A Raposa chegou a virar o placar aos 29’, com David, de cabeça, mas o auxiliar marcou impedimento equivocadamente.

O time celeste era melhor, tinha o controle ofensivo da partida, mas acabou dando espaços na recomposição. Desta forma, o Emelec conseguiu marcar o segundo gol. Edilson fez pênalti em Angulo. Ele mesmo cobrou e colocou números finais ao placar. 2 a 1.


ATUAÇÕES

Por GloboEsporte.Com

Rodriguinho e Rafinha têm jogo apagado, e Edilson vai bem até cometer pênalti. Lateral faz boa partida, procurando o jogo, e inicia jogada para o gol de empate, mas comete pênalti que dá a vitória aos equatorianos; meias fazem jogo abaixo do esperado

Rafinha - Nota: 3,5
Foi escalado para atuar pela esquerda no Cruzeiro, mas não foi bem. Errou muitos passes no decorrer do primeiro tempo e acrescentou pouco ao setor ofensivo. Foi substituído por David, que entrou bem em campo pela esquerda, assim como Robinho pela direita..

Edilson - Nota: 5,5
Um dos melhores em campo no Mineirão, até fazer o pênalti que garantiu a vitória do Emelec. O lateral esteve bastante ativo e procurou o jogo o tempo todo. Foi com ele que nasceu a jogada do gol de empate cruzeirense. Mas não foi o bastante.

Rodriguinho - Nota: 4,5
Não esteve bem na partida. No primeiro tempo, ficou sobrecarregado na armação, mas errou bastante passes. No segundo, com Robinho entrando, dividiu a responsabilidade, mas continuou sem a criatividade que lhe é de costume.

Notas: Fábio(5,5), Edilson(5,5), Fabrício Bruno(5), Léo(6,0), Egídio(6,0), Henrique(6,0), Ariel Cabral(5,0), Robinho(6,0), Jadson(6,0), Thiago Neves(5,5), Rodriguinho(4,5) Rafinha(3,5), David(6,5), Sassá(6,0).


ESTATÍSTICAS DO CONFRONTO

ESTATÍSTICA DO CONFRONTO

Jogos: 4

Vitórias: 2
Empates: 1
Derrotas: 1
Saldo: 1

Gols marcados: 4
Gols sofridos: 2
Saldo: 2

Partida Anterior (Jogo 3)
Emelec 0 x 1 Cruzeiro - 3/abr/2019
Libertadores
George Capwell - Guayaquil (EQU)


CURIOSIDADES

No Mineirão

A última derrota do Cruzeiro, na fase de grupos, pela Libertadores da América, aconteceu no ano de 1997, contra o Grêmio, ano em que o Cruzeiro tornou-se bicampeão da Libertadores.
No Mineirão, contra equipes equatorianas, foram seis jogos, com cinco vitórias e uma única derrota, 15 gols feitos e cinco sofridos.

Na Libertadores

Cruzeiro e Emelec, da cidade de Guayaquil, no Equador, enfrentaram-se pela quarta vez. As duas primeiras partidas foram pela fase de grupos da Libertadores de 2001, com vitória por 2 x 0 no Mineirão e empate em 0 x 0 no estádio George Capwell, no Equador.
O terceiro confronto foi neste ano, em 2019, também pela fase de grupos da Libertadores, com vitória celeste por 1 x 0, no estádio George Capwell, em Guayaquil, no Equador.

Contra Equatorianos

O Cruzeiro disputou 12 partidas contra equipes equatorianas pela Copa Libertadores, com oito vitórias, dois empates, duas derrota, 22 gols marcados e nove gols sofridos.

Artilheiros

2 gols – Geovanni
1 gol – Rodriguinho e Sassá


FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 1 X 2 EMELEC

Motivo: 6ª rodada do Grupo E da Copa Libertadores
Data e horário: 8 de maio de 2019 (quarta-feira), às 19h15
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Andres Rojas (COL)
Assistentes: Wilmar Navarro (COL) e John Alexander Leon

Público Total: 24.417
Público Pagante: 18.083
Renda: R$ 393.347,00

Cruzeiro - Fábio; Edilson, Fabrício Bruno, Leo e Dodô; Henrique e Ariel Cabral (Robinho); Jadson (Thiago Neves), Rodriguinho e Rafinha (David); Sassá. Técnico: Mano Menezes

Emelec - Esteban Dreer; Paredes, Mejia, Vega e Estácio (Johnson); Godoy, Queiroz (Arroyo), Matamoros (Caicedo) e João Rojas; Guerrero e Brayan Angulo. Técnico: Ismael Rescalvo

Gols: Fábio, contra (Emelec, aos 40’1ºT), Sassá (Cruzeiro, aos 21’2ºT) e Angulo (Emelec, aos 44’2oT)
Cartões amarelos: Vega, Guerrero e Dreer (Emelec); Edilson e Rodriguinho (Cruzeiro)


(*) Com informações de Cruzeiro Site Oficial e Portal UAI

/elo


Cruzeiro.Org - 25 anos

Comentrios:  Clique aqui e deixe o seu comentrio

 pyxis | BHZ | 09-05-19 10h11min
Entendo que a arbitragem possa ter prejudicado em momentos cruciais. Talvez com o VAR não fossemos prejudicados... TALVEZ
Mas perdemos porque o time foi mal escalado, substituições foram terríveis e MUITOS JOGADORES tiveram péssima atuação.
O mea culpa deveria vir do treinador.
Parece que ele é mais um a apontar dedinho na direção dos outros e não se olhar no espelho.
E tem muito torcedor paga pau e baba ovo dando uma de influencer...
#FICAADICA !!!
 Marco | Curitiba | 09-05-19 10h32min
Já faz tempo que o time não faz uma boa apresentação. Ganhamos as 2 últimas partidas com muito sofrimento e perdemos feio para o Flamengo. Agora ontem , apesar da arbitragem, foi mais um jogo ruim e agora com derrota. Pena que muito provavelmente o MM não vai mudar nada pois ele acha que o time está bem. Vamos ver...
 pyxis | BHZ | 09-05-19 10h40min
Falar das atuações após um jogo destes é terrível... como teve gente jogando mal... escolher o pior é impossível... uns 3 ou 4. Sem contar o tanto de lero-lero e sanguessuga.
O TNeves poderia calar a boca e começar a jogar bola... a maioria da torcida é um bando de sem noção que ficam pedindo a entrada dele e não resolve nada... aí ele marca um gol e pronto... vira ´mito`...
 pyxis | BHZ | 09-05-19 10h43min
Estou MUITO IRADO... e minhas avaliações e notas foram dadas com calma.
Melhor em campo: Henrique
Pior em campo: Ariel Cabral
Heroi do jogo: Sassá
Vilão do jogo: Rodriguinho
Minhas notas: Fábio(5), Edilson(3), Fabrício Bruno(4,5), Léo(6), Egídio(4,5), Henrique(6,5), Ariel Cabral(2), Robinho(6), Jadson(4), TNeves(3), Rodriguinho(2,5) Rafinha(3), David(6), Sassá(5).
 fabio velame | Governador Valadares | 09-05-19 13h18min
A derrota que pode colocar na conta do treinador. Escalou mal demais. Entrar com três volantes + Rafinha (o jogador mais inútil do elenco) contra uma equipe bem mais fraca foi de lascar. Se o Mano Menezes tiver um pingo de vergonha na cara (e creio que ele não tenha), nunca mais ele escalaria um time dessa forma jogando no Mineirão contra um time mais fraco.
 fabio velame | Governador Valadares | 09-05-19 13h25min
Parte da torcida gosta de pão e circo, quando um jogador dá um chapéu no meio de campo e depois toca para trás, de uma caneta no adversário, que na sequência do lance não dá em nada. Gosta de estrelinha como TN10 que não é efetivo e de outros que tem nome, Edilson por exemplo, e que não contribuem em nada.
 fabio velame | Governador Valadares | 09-05-19 13h27min
Rodriguinho mais uma vez foi decepcionante, só não tem meu voto como pior em campo, porque o Rafinha já meio hors concours nesse quesito. O Rodriguinho ainda deu uns dois chutes, já essa ameba do Rafinha que é defendido pelo Mano Menzes e que ainda terá muitas chances, não produz nada.
 Twitter 

 Notcias   rss
19/08 - 06h21 [9 coment.]
Cruzeiro faz ótima apresentação e vence na estreia de novo técnico 

19/08 - 05h53 [1 coment.]
Feminino é goleado na primeira partida da final do Brasileiro A-2 

18/08 - 05h48 [3 coment.]
CBF aprova que investidores estrangeiros comprem clubes brasileiros 

17/08 - 18h11 [1 coment.]
Grupo de torcedores dá boas-vindas a Rogério Ceni em outdoor 

17/08 - 08h16 [3 coment.]
Rogério Ceni traz pensamentos e análises inéditas no Cruzeiro 

16/08 - 20h06 [1 coment.]
Azul Escuro, filme apoiado por Cruzeiro.Org, na mostra CineFoot 

16/08 - 15h27 [1 coment.]
Finalíssima do Brasileiro Feminino A2 será realizada na Toca 3 

16/08 - 11h45 [3 coment.]
CBF recusa pedido do Inter para mudar data de jogo pela CopaBr 

>> Mais noticias
 Publicidade 


Cruzeiro.Org Desde 1999 - Site Oficial da Torcida - 20 ANOS - Contatos para Webmaster