Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

*** AVISO - Se sua SENHA não estiver funcionando, peça uma nova que será enviada para seu e-mail - Se seu e-mail atual não estiver cadastrado, CADASTRE ***

 Atualizado em 20-02-20 10h53min  |  Fonte: Portal UAI |  Qtd Leituras: 426
Azul Escuro, filme apoiado por Cruzeiro.Org, na mostra CineFoot


O filme Azul Escuro, produzido pelo Coletivo 1921 e financiado pela torcida do Cruzeiro, foi selecionado para a mostra competitiva do CINEfoot, maior Festival de Cinema de Futebol da América Latina. O curta-metragem conta a história de Seu Lúcio, um cruzeirense cego que vive na Floresta Amazônica.

Além de Azul Escuro, outras quatro produções mineiras foram selecionadas e estarão na mostra ´Retrospectiva` (não-competitiva). São eles: ´Paixões`, ´Oito de Julho`, ´Anderson` e ´Eterno – Um capítulo incontestável`. Este último também foi produzido por alguns integrantes do Coletivo 1921. Clique aqui para ver todos os selecionados.

O CINEfoot chega à sua 10ª edição neste ano. Ao todo serão 61 filmes brasileiros e estrangeiros nas mostras competitivas e informativas. As exibições acontecerão no mês de setembro no Rio de Janeiro (5 a 10), em Niterói (6 a 9), em Belo Horizonte (11 a 15) e em São Paulo (12 a 16). Os filmes da mostra competitiva, entre eles o Azul Escuro do Coletivo 1921, concorrem à Taça CINEfoot.

O curta-metragem Azul Escuro tem direção e roteiro de Gustavo Nolasco, direção de fotografia de Leo Souza, Beto Magalhães e Rodrigo Meireles e produção de Bruno Mateus, Guilherme Piu e Gustavo Bueno.

Azul Escuro conta a história de Seu Lúcio, mineiro de Santa Luzia, mas que ainda jovem foi tentar a sorte na Amazônia. Da infância de menino órfão à cegueira, que lhe acometeu já na vida adulta, ele manteve firme uma paixão: o Cruzeiro.

O curta tem 22 minutos de duração e é um filme-documentário com um desfecho emocionante, graças à forma como relaciona a história de Seu Lúcio com a torcida cruzeirense em Belo Horizonte e em Minas Gerais. Esse elo se formou de uma maneira original: foram os próprios torcedores que financiaram grande parte dos custos de produção do filme.


Feito pela torcida e com apoio de craques

Para falar sobre Azul Escuro, é preciso voltar um pouco no tempo. Tudo começou em novembro de 2017, quando foi lançada a campanha de financiamento coletivo com o intuito de angariar recursos para a produção do filme, que demandaria uma viagem para a Floresta Amazônica. Um mês depois, com o apoio de 330 doadores, o coletivo atingiu a meta inicial para cobrir os custos de viagem e produção. Ao longo do processo, jogadores cruzeirenses, como o goleiro Fábio, o zagueiro Leo e o volante Henrique, e os ídolos Alex, Piazza, Raul e Tinga se emocionaram com a devoção de Seu Lúcio ao clube celeste e também se engajaram na campanha.

Em fevereiro de 2018, durante uma semana, a equipe filmou em Manaus e Novo Airão, no coração da Floresta Amazônica, onde vive Seu Lúcio. Em ambas as cidades, acompanhou a rotina do protagonista e de sua família e viu, de perto, como ele alimenta a paixão pelas cinco estrelas. Cenas complementares foram gravadas em Belo Horizonte.

Para finalizar o filme, foi preciso um novo aporte financeiro, que veio de recursos próprios dos integrantes do Coletivo 1921. Também teve o apoio de grupos como a Associação de Grandes Cruzeirenses (AGC), o portal Cruzeiro.org, Mel do Mato, NITRO Histórias Visuais, REC Studio, Cinco em Ponto, REC Color e Estúdio Liberato.


Coletivo 1921

O ´Coletivo 1921` é um grupo de profissionais da comunicação e do audiovisual que se propõe a contar histórias de do Cruzeiro.


AZUL ESCURO | FICHA TÉCNICA

Duração: 22 minutos
Direção e roteiro: Gustavo Nolasco
Direção de Fotografia: Leo Souza, Beto Magalhães e Rodrigo Meirelles
Produção: Bruno Mateus e Guilherme Guimarães
Edição: Luiza Almeida
Trilha sonora: REC Studio


/elo


Cruzeiro.Org - 25 anos

Comentários:  Clique aqui e deixe o seu comentário

 pyxis | BHZ | 19-08-19 09h39min
O que mais me deixa INDIGNADO é ver cruzeirenses renegando ou ignorando o filme somente porque eles não participaram ou não puderam participar por serem tutelados.
São são torcedores DO CRUZEIRO, são defensores e torcedores dos próprios interesses e de seus guetos e panelinhas.
 Twitter 

 Notícias   rss
18/02 - 15h44 [3 coment.]
Marcelo Moreno é recebido por torcedores com festa no Barro Preto 

18/02 - 14h34 [1 coment.]
FMF e Rede Globo alteram horário do jogo contra rival pelo Min´2020 

18/02 - 10h40 [2 coment.]
COLAPSO: Liminar da Justiça rescinde contrato de Fred 

18/02 - 08h44 [1 coment.]
COLAPSO: Núcleo Gestor e Presidente emitem Nota de Repúdio 

18/02 - 07h33 [1 coment.]
Cabulosas são superadas pelo Santos (SP) e tem 1a derrota no Br´2020 

17/02 - 20h50 [2 coment.]
COLAPSO: Emílio Brandi é candidato para mandato-tampão 

17/02 - 19h40 [1 coment.]
Sandro Gonzalez será novo CEO do clube e integrará Núcleo Gestor 

17/02 - 16h56 [2 coment.]
COLAPSO: Rodriguinho assina com Bahia e Cruzeiro mantém direitos 

>> Mais noticias
 Publicidade 


Cruzeiro.Org® Desde 1999 - Site Oficial da Torcida - ANO 21 - Contatos para Webmaster