Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notcias   

*** Cruzeiro.Org® - Desde 1999 - Site Oficial da Torcida - 20 ANOS ***

 Atualizado em 14-11-19 21h58min  |  Fonte: Portal UAI |  Qtd Leituras: 321
Crise: Zezé Perrella deve afastar-se da presidência do Conselho


Ainda que temporária, a presença de Zezé Perrella no comando do futebol do Cruzeiro, anunciada nesta quinta-feira, deve impedir que ele ocupe simultaneamente o cargo de presidente do Conselho Deliberativo. Embora o Estatuto do clube não faça referência a esse acúmulo de funções claramente, os dois cargos são incompatíveis eticamente.


O cargo de Zezé Perrella no futebol, ainda indefinido, pertence à área executiva do clube. Já o presidente do Conselho Deliberativo, função para a qual ele foi eleito no fim de 2017, tem a missão justamente de fiscalizar as contas de todas as diretorias.

O inciso V do Art. 20 do Estatuto do Cruzeiro diz que uma das competências do Conselho Deliberativo é ´aprovar as contas da Diretoria`.

Baseado nessa incompatibilidade ética, Zezé Perrella poderia se licenciar ou ser substituído temporariamente na presidência do Conselho Deliberativo pelo seu vice, José Dalai Rocha.
Remuneração
Enquanto presidente do Conselho Deliberativo, Perrella não tem direito a remuneração, como prevê o parágrafo segundo do Art. 19 do Estatuto do Cruzeiro. ´É vedada a remuneração dos membros da Mesa Diretora do Conselho Deliberativo e de Conselheiro do Cruzeiro Esporte Clube`.

Por outro lado, ocupantes de funções executivas no futebol são, historicamente, remunerados. Ao assumir o comando do departamento, Perrella ainda não informou se o fará de forma voluntária, sem qualquer contrapartida financeira.

Itair Machado, que perdeu o cargo de vice-presidente de futebol nesta quinta-feira, tinha um salário R$ 180 mil, conforme foi revelado por Wagner Pires de Sá. Ele ainda recebia premiações por eventuais títulos.

Recentemente, Perrella determinou que conselheiros remunerados pelo Cruzeiro perdessem o direito a voto em decisões do Conselho Deliberativo. A medida foi tomada após as denúncias feitas pelo Fantástico, da TV Globo, em maio, de que a gestão de Wagner Pires de Sá mantinha um elevado número de conselheiros com cargos remunerados ou com contratos de prestação de serviço vigentes.

/elo


Cruzeiro.Org - 25 anos

Comentrios:  Clique aqui e deixe o seu comentrio

 pyxis | BHZ | 11-10-19 10h08min
Foi a primeira coisa que pensei quando ouvi a notícia ontem antes mesmo da publicação na mídia. Estava no clube e alguns diretores comunicavam a todos.
Entendo que muito além do ético, o Estatuto é claro que, IMNSHO, existem artigos que vedam o acúmulo de funções...
Ademais, é difícil saber QUAIS ACORDOS foram feitos para Wagner Pires de Sá entregar os anéis e salvar os dedos...
Em tempos de NÃO CUMPRIMENTO DE ´ACORDOS` como tenho visto no Cruzeiro desde 2017, vai ser #TENSO !!
 Twitter 

 Notcias   rss
11/11 - 08h20 [1 coment.]
Crise: O dia que o clássico mostrou que o futebol morreu em Minas 

10/11 - 23h02 [0 coment.]
Nota Oficial do Cruzeiro - Jogo Cruzeiro 0 x 0 Atlético (MG) 

10/11 - 22h28 [1 coment.]
Cruzeiro tem resultado ruim com uma apresentação terrível 

09/11 - 22h58 [0 coment.]
Sada Cruzeiro vira sobre o Ribeirão Vôlei na estreia da Superliga 

09/11 - 19h11 [0 coment.]
Feminino vence Futgol e termina primeira fase do Mineiro ´100%`  

09/11 - 15h36 [0 coment.]
Cruzeiro e Instituto Mário Penna juntos no ´Novembro Azul` 

08/11 - 07h57 [0 coment.]
Crise: Cruzeiro quita parte dos salários atrasados de setembro 

07/11 - 23h16 [0 coment.]
Sada Cruzeiro é derrotado pelo Taubaté Funvic na Supercopa 2019 

>> Mais noticias
 Publicidade 


Cruzeiro.Org Desde 1999 - Site Oficial da Torcida - 20 ANOS - Contatos para Webmaster