Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

*** Cruzeiro.Org® - Desde 1999 - Site Oficial da Torcida - 20 ANOS ***

 Atualizado em 14-11-19 21h31min  |  Fonte: Cruzeiro.Org (*) |  Qtd Leituras: 480
Cruzeiro perde oportunidade de afastar-se da zona de rebaixamento


O Cruzeiro chegou ao seu oitavo jogo consecutivo sem derrota no Campeonato Brasileiro, voltou a ter boa atuação, mas deixou escapar a chance de subir duas colocações na tabela ao empatar por 1 a 1 com o Bahia, na noite deste domingo, no Mineirão.

Os visitantes saíram na frente do placar, com gol de pênalti de Fernandão. Mesmo com um a menos, já que Orejuela foi expulso por colocar a mão na bola e receber o segundo amarelo no lance do pênalti, a Raposa conseguiu empatar. Sassá, em bonita finalização, de fora da área, igualou o marcador.

Como seus adversários diretos - Fluminense e CSA - não venceram suas partidas, o Cruzeiro se mantém fora do Z4, com 33 pontos, na 16ª colocação. Se tivesse derrotado o Bahia, o time celeste ultrapassaria Ceará e Botafogo, que foram derrotados nesta rodada por Palmeiras (1 a 0) e Santos (4 a 1).

Na próxima rodada, o Cruzeiro deixa Belo Horizonte e visita o Athletico-PR em duelo pela 31ª rodada da Série A. A partida está marcada para as 21h30 de quarta-feira (dia 6), na Arena da Baixada. O Bahia, por sua vez, ainda sonhando com vaga na Copa Libertadores de 2020, recebe a vice-lanterna Chapecoense em partida que será realizada na mesma data e horário do compromisso da Raposa.


O JOGO

Dono de 63% da posse de bola no primeiro tempo, o Cruzeiro também teve as melhores chances da etapa inicial do duelo no Mineirão. Privilegiando a criação das jogadas pelo lado direito, nas costas de Artur, o time celeste chegou com perigo aos 12’. Éderson, Marquinhos Gabriel e Orejuela trabalharam a bola. O lateral cruzou para área, mas David, livre, deseperdiçou a chance.

O Bahia até buscou ser agressivo quando tinha a posse da bola, mas dificilmente conseguia completar o último passe com qualidade. Enquanto impedia o Tricolor de avançar, o Cruzeiro também buscava abrir o placar. Aos 23’, Éderson finalizou de longe, e a bola raspou na trave. Seis minutos depois, Fred conseguiu marcar, mas o gol foi anulado. O camisa 9 estava em posição de impedimento.

O domínio do Cruzeiro se intensificou na volta do intervalo. No início do tempo final, a Raposa chegou a ter 75% da posse de bola e criando novas oportunidades de gol. No primeiro minuto, David entrou na área com a bola dominada e recebeu um toque do zagueiro do Bahia. O árbitro marcou impedimento de forma equivocadamente no início da jogada e ignorou a penalidade.

Aos 5’, o camisa 11 teve nova oportunidade. Ele aproveitou sobra na entrada da área, cortou Nino Paraíba e finalizou. Douglas fez importante defesa. A resposta do Bahia, que até então não havia sequer assustado Fábio, veio com gol. Aos 20’, Orejuela cortou cruzamento com a mão, e o árbitro Wagner Reway, auxiliado pelo VAR, marcou pênalti, convertido por Fernandão. 1 a 0. O lateral-direito também recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Mesmo com um a menos, o Cruzeiro não desistiu de atacar. Muito pelo contrário. Abel Braga deu gás novo ao setor ofensivo, acionando Ezequiel e Sassá no banco de reservas, e viu as mudanças funcionarem. Aos 28’, Sassá testou de fora da área e acertou bela finalização, sem chances para Douglas. 1 a 1. Depois do gol, o treinador tentou recompor o setor defensivo e optou pela entrada de Edilson na vaga de Fred. O atacante deixou o jogo sob muitas vaias.

A partida ficou aberta, com tentativas de ambos os lados, após o gol do Cruzeiro. Apesar disso, o placar não foi mais alterado. Com o empate, o Cruzeiro se manteve fora da zona de rebaixamento, mas deixou escapar a possibilidade de subir duas colocações na tabela.


ATUAÇÕES

Por GloboEsporte.Com

Orejuela leva nota ruim pelo cartão vermelho e por complicar o Cruzeiro em partida que era essencial para dar tranquilidade na tabela. Fred joga mal, é vaiado e concorrente Sassá, concorrente na posição, entra e impede derrota

Sassá - Entrou com muita vontade para atuar pelo lado esquerdo, no lugar de David. E, mesmo sem tanta habilidade, buscou o jogo e chutar a gol. Conseguiu marcar um belo gol, sem chances para o goleiro. Nota: 6,5

Fred - Outra atuação bem abaixo do atacante do Cruzeiro. A bola até chegou nele, mas o camisa 9 não aproveitou. No primeiro tempo, por exemplo, perdeu uma chance em frente ao gol. Teve de ouvir pedidos, novamente, da entrada de Sassá. E saiu vaiado. Nota: 3

Orejuela - Vinha se apresentando para o jogo e tentando criar jogadas pelo lado em que o Cruzeiro mais atacou. Entretanto, atrapalhou o time com a expulsão e o pênalti para o Bahia. Não joga contra o Athletico-PR. Se não fosse o vermelho, tinha feito muito mais que Dodô (nota 4), também muito mal. Nota: 2

As notas para os jogadores do Cruzeiro:
Fábio(6), Orejuela(2), Cacá(6,5), Léo(5,5), Dodô(4), Henrique(6), Éderson(5,5), Marquinhos Gabriel(4,5), Ezequiel(4), Thiago Neves(4), David(4), Sassá(6,5), Fred(3), Edilson(sem nota).


ESTATÍSTICAS DO CONFRONTO

Jogos: 64

Vitórias: 33
Empates: 16
Derrotas: 23
Saldo: 18

Gols marcados: 98
Gols sofridos: 56
Saldo: 42

Partida Anterior (Jogo 63)
Bahia 0 x 0 Cruzeiro - 19/jul/2019
Brasileiro
Fonte Nova - Salvador (BA)


CURIOSIDADES

Pelo Brasileiro

Cruzeiro e Bahia se enfrentaram 48 vezes pelo Brasileirão, desde 1968, com 27 vitórias do Cruzeiro, onze empates e dez derrotas. O Cruzeiro marcou 80 gols e sofreu 39.

Em Minas Gerais

Cruzeiro e Bahia disputaram 29 partidas no estado de Minas Gerais, com 20 vitórias do Cruzeiro, sete empates e duas derrotas. Nas partidas no estado, marcou 54 gols e sofreu 17. Em partidas válidas pelo Brasileiro, em Minas Gerais, foram 27 jogos. O Cruzeiro venceu 18, empatou sete e perdeu dois, marcando 52 gols e sofrendo 17.

Em Belo Horizonte, houve 28 confrontos, com o Cruzeiro vencendo 19, empatando sete e perdendo dois, com 52 gols marcados e 16 sofridos. Pelo Brasileiro, na capital mineira, foram 26 partidas. O Cruzeiro saiu vencedor em 17 delas, empatou sete e perdeu duas vezes, com 50 gols feitos e 16 sofridos.

No Mineirão

Houve 25 confrontos entre Cruzeiro e Bahia no estádio Mineirão. A Raposa venceu 18, empatou seis e perdeu apenas um, com 48 gols marcados e 13 sofridos. No Mineirão, pelo Brasileirão, foram 23 partidas. O Maior de Minas saiu vencedor em 16 delas, empatou seis e perdeu somente uma vez, com 46 gols feitos e 13 sofridos.

Artilheiros

6 gols: Ronaldo
5 gols: Alex
4 gols: Marcelo Ramos
3 gols: Aristizábal e Tostão

Lei do Ex

Pelo Cruzeiro: Dodô
Pelo Bahia: Lucca e ÉLber


FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 1 X 1 BAHIA

Motivo: 30ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data e horário: 3 de novembro de 2019 (domingo), às 19h

Árbitro: Wagner Reway (FIFA/PB)
Assistentes: Bruno Raphael Pires e Oberto da Silva Santos (PB)
VAR: Paulo Roberto Alves Junior (PR)

Público presente: 25.913
Público pagante: 21.933
Renda: R$ 395.657,00

Cruzeiro - Fábio; Orejuela, Cacá, Leo e Dodô; Henrique e Éderson; Marquinhos Gabriel (Ezequiel), Thiago Neves e David (Sassá); Fred (Edilson). Técnico: Abel Braga

Bahia - Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Flávio Medeiros, Marco Antônio (Lucca) e João Pedro; Artur, Elber (Rogério) e Fernandão (Arthur Caíke). Técnico: Roger Machado.

Gols: Fernandão (aos 20’2ºT) e Sassá (aos 28’2ºT)
Cartões amarelos: Orejuela (2x) e Fred (Cruzeiro)
Cartão vermelho: Orejuela (Cruzeiro)


(*) Com material de Cruzeiro Site Oficial / GloboEsporte.Com / Portal UAI

/elo


Cruzeiro.Org - 25 anos

Comentários:  Clique aqui e deixe o seu comentário

 pyxis | BHZ | 03-11-19 22h36min
Definitivamente, Abel quer morrer abraçado com alguns EX-JOGADORES em atividade no Cruzeiro.
UMA VERGONHA a atuação destes jogadores. Os caras se arrastando em campo e esperando bola no pé... não conseguem dar um passo...
E quem pode pagar CARO é o Cruzeiro e a torcida. E torcedor lambendo as bolas de jogador, técnico e dirigentes...
Pagando BEM, que mal tem, né mesmo?
 pyxis | BHZ | 03-11-19 22h39min
Falar da avaliação destes estultos de fantasy game é desnecessário...
Melhor em campo: Cacá
Pior em campo: Fred
 marco | Curitiba | 04-11-19 12h38min
Já deu pro Fred e T. Neves. Tem outros também que poderiam sair mas estes dois são os mais críticos! Se o Abel continuar escalando ambos o Cruzeiro pode sofrer as consequências. Terrível.
 pyxis | BHZ | 04-11-19 12h47min
Marco, e quando vejo torcedor escolhendo Sassá ´melhor em campo` e nas redes sociais simpatizante que vê jogo pela TV votando no TNeves como ´melhor` é para pensar melhor se vale a pena entrar na pilha destes beócios que se acham...
 pyxis | BHZ | 04-11-19 12h50min
Continuando avaliação que foi perdida, e que muita gente não tem coragem nem de criticar por não conseguir nem ter opinião...
Herói do jogo: Sassá
Vilão do jogo: Fred
Minhas notas: Fábio(6,5), Orejuela(5), Cacá(7), Léo(5,5), Dodô(5,5), Henrique(5), Éderson(6), MGabriel(3,5), Ezequiel(5), TNeves(4), David(4,5), Sassá(6), Fred(2), Edilson(Sem Nota). Abel(3).
 heliosangueazul | São Paulo | 05-11-19 09h40min
Neste jogo o soprador de latinha nos tirou a vitória, para o próximo teremos uma baixa, Orejuela e um reforço, ausência de Fred.
 Twitter 

 Notícias   rss
11/11 - 08h20 [1 coment.]
Crise: O dia que o clássico mostrou que o futebol morreu em Minas 

10/11 - 23h02 [0 coment.]
Nota Oficial do Cruzeiro - Jogo Cruzeiro 0 x 0 Atlético (MG) 

10/11 - 22h28 [1 coment.]
Cruzeiro tem resultado ruim com uma apresentação terrível 

09/11 - 22h58 [0 coment.]
Sada Cruzeiro vira sobre o Ribeirão Vôlei na estreia da Superliga 

09/11 - 19h11 [0 coment.]
Feminino vence Futgol e termina primeira fase do Mineiro ´100%`  

09/11 - 15h36 [0 coment.]
Cruzeiro e Instituto Mário Penna juntos no ´Novembro Azul` 

08/11 - 07h57 [0 coment.]
Crise: Cruzeiro quita parte dos salários atrasados de setembro 

07/11 - 23h16 [0 coment.]
Sada Cruzeiro é derrotado pelo Taubaté Funvic na Supercopa 2019 

>> Mais noticias
 Publicidade 


Cruzeiro.Org® Desde 1999 - Site Oficial da Torcida - 20 ANOS - Contatos para Webmaster