Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

ATENÇÃO COM SUA SENHA
Caso você tenha dificuldade com sua senha, peça uma NOVA. Se não receber uma nova, nos avise.
Agência Minas Esportes



Cruzeirense de Arquibancada
Fernandão escreve preferencialmente após as apresentações do celeste cinco estrelas

15/06/2017 | Fernandão
Uma derrota comum

Cruzeiro perde em São Paulo em jogo de roteiro previsível.

E o Cruzeiro foi derrotado em São Paulo. Pela primeira vez no ano. Pela Copa do Brasil, uma vitória de 2x0 no Morumbi, por esse Brasileiro uma vitória simples em Santos. Esse era o retrospecto até então.

Uma derrota previsível, em um jogo que se desenvolveu da forma esperada. Dessa vez, nada a reparar ante a conduta do treinador. Nada mesmo. O time que estava em melhores condições físicas foi a campo. O time alinhou com Fábio; Ezequiel, Léo, Murilo e Barbosa; Romero; Rafinha, Henrique, Cabral e Neves; Ábila. O time é coerente com as últimas partidas, mantendo o que deu certo. Podemos ter discordâncias pontuais em relação aos nomes favoritos do técnico, que ao fim arca com o ônus das escolhas.

Eu, particularmente, reconheço que o momento físico do Alisson é delicado. O jovem é poupado de todos os treinos há um tempo, e desgasta-se demais nas partidas. Disse, antes, na primeira coluna que escrevi aqui, ainda no Voz da Arquibancada que ele não suporta os 90 minutos em uma sequência de jogos. Mas não considero Rafinha um substituto à altura. Não é tecnicamente, por não ser perigoso, mas principalmente faltam-lhe características de ponta agressivo, que leve alguma perigo à retaguarda adversária. Rafinha é um passador, não é um velocista e muito menos driblador. Gostaria que o Élber fosse acionado nesses casos. O time teve apenas três jogadores com características ofensivas. Conceitualmente, o centroavante e os dois pontas da segunda linha, de um 4-1-4-1. Corretamente, com a posse de bola, Thiago Neves centraliza, para armar o jogo e eventualmente finalizar, abrindo o corredor para o Barbosa. Pela direita, o nosso cara, deveria ir ao fundo, cortar em diagonal e desequilibrar a linha defensiva. Essa é minha única ressalva a fazer em relação à escalação no jogo de ontem. Embora reconheça que Rafinha é mais confiável na marcação e mais experiente.

Citei que o jogo se desenrolou dentro do esperado. Esperava a pressão inicial do Corinthians. Esperava o Cruzeiro ocupando o meio-campo, tentando arrefecer o ânimo do adversário. Esperava o Cruzeiro saindo em contra-ataques pontuais. Essa devia ser a tônica do primeiro tempo. E foi. Uma vez que o Cruzeiro retornasse aos vestiários sem ser vazado, estava desenhado o bote, seguindo o script do jogo de Santos. O que eu não esperava é que o time demorasse 45 minutos para conseguir ficar em pé no campo. Não sei quem eu culpo por esse comportamento cabaço. Roupeiros? Comissão técnica? Os próprios jogadores? Lances bizarros que nos tiraram várias possibilidades de recuperação de bola em condições mais favoráveis aconteceram no primeiro tempo.

Veio o gol, em um escanteio bem batido. Infelizmente. Com a desvantagem no marcador, paulatinamente o time foi se adiantando, aproveitando o campo que o adversário concedeu. O Corinthians tem seus méritos defensivos, e é um time dificilmente vazado. Nesse cenário, qualquer adversário que queira vencê-lo tem de ser efetivo nas poucas chances concedidas. Não fomos e perdemos o jogo. Aqui cabe uma última observação, no campo dos comentários gerais. O Cruzeiro não foi magnífico no segundo tempo porque amassou o Corinthians. Isso não aconteceu, O recuo do adversário foi programado para que tentassem ampliar o placar no contragolpe. Agora, certamente, Carille não esperava ceder tantas oportunidades de gol ao Cruzeiro, nem ter tão poucas chances de matar o jogo. O Cruzeiro foi bem. Fez um bom jogo contra um adversário superior em momento e conjunto, fora de casa. Demonstra sim, que com alguns ajustes, um pouco de confiança, e alguns retornos esse time tem capacidade de buscar alguma coisa nas competições que ainda restam.

Vamos agora a algumas notinhas de comentários pontuais que anotei ao longo do jogo.

1. Não é a característica do Fábio jogar adiantado. Nunca foi. Mas as chances de defender um cabeceio quando o adversário finaliza na linha da pequena área são ínfimas. Reitero, a bola do Jádson foi muito bem batida. Mas a melhor chance do Fábio era ir pra frente e dividir a bola.

2. Murilo deve ter trocado a cueca no intervalo. Não me lembro de ver mancebo tão nervoso em um campo de futebol pelo Cruzeiro. O fato de ele não ter conseguido parar em pé certamente atrapalhou.

3. Fosse outro cara no lugar do Ábila, o comentário seria unânime. Fosse o Abilão era caixa. Mano deve ter dado um sorrisinho de canto de boca.

4. Rafinha vai demorar mais dez jogos para acertar aquela bola por elevação no contra-ataque no jeito para o Thiago Neves finalizar.

5. Thiago Neves, que saiu mortinho, com meio metro de língua pra fora, é atualmente o cara mais perigoso do Cruzeiro. Às vezes vaias são didáticas. A que ele recebeu contra a Chape, mudou-o da água pro vinho.

6. Acho uma besteira reclamar de arbitragem nesse jogo. Teve impedimento mal marcado pro Corinthians e o puxão de camisa nem foi tão nítido assim. Ábila está com uma mania de desabar ao leve toque do adversário. Gosto mais da versão do argentino que tromba e reboca os beques.

7. Romero é muito afoito. O Cruzeiro no segundo tempo rodava a bola na entrada da área pacientemente. Procurava a brecha. Esse rapaz por algumas vezes acelerava o jogo e matava o ataque. Precisa de guardar um pouco mais de posição também, sobretudo se for fazer essa função se sobra defensiva da linha média.

8. Sóbis voltou. É ótimo ter mais uma opção ofensiva.

Era isso que eu tinha a dizer sobre ontem.
Saudações Celestes


Gestor público, que faz suas observações após cada partida do Cruzeiro, de forma pouco espalhafatosa e totalmente despretensiosa.
fernandao@cruzeiro.org

Leia também as colunas anteriores Cruzeirense de Arquibancada

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

 Celeste  | Sorocaba-Itajub� | 15-06-17 21h33min
Fernandão, algumas pontuações: Romero, contra o Atlético Goianiense, também tentou acelerar uns ataques e matou as jogadas.O negócio dele é só a volância.Só a questão física justifica a ausência do Alisson desde o início. O Rafinha é fraco.
 Celeste  | Sorocaba-Itajub� | 15-06-17 21h39min
O Ábila vinha bem no ano passado e perdeu um gol incrível contra o adversário doméstico. Ontem fez o mesmo contra o gamba.Mas é o que temos de melhor.
 pyxis | BHZ | 16-06-17 08h39min
Dra.Celeste, há algum tempo perdi a paciência com torcedores, cornetaristas e até com profissionais da mídia que brigam contra imagens e defendem a própria opinião, recusando-se a ver #FATOS.
O papo de ´minha opinião` já deu...
Tb tenho minha opinião, fundamentada em fatos e análise...
Como venho escrevendo em outros espaços, Ábila é nossa ÚNICA opção de atacante que mete medo nos adversários. Henrique volta e o time PIORA (e não é somente pelos resultados). Assim aconteceu quarta.
 Celeste | Sorocaba-Itajub� | 16-06-17 14h34min
Evandro, alguns jogadores são ruins de bola, de forma gritante, e bom de empresários, talvez! Outros são preguiçosos. Se escondem durante o jogo. Eu gosto do Henrique.Já teve bons momentos vestindo o manto azul. Nunca me pareceu um sujeito malemolente. A fase dele que não é boa. No momento merece sim o banco.
 pyxis | BHZ | 16-06-17 16h47min
Dra. Celeste, Fernandão, João Duarte e quem mais se interessar em PENSAR sobre o que vou escrever...
DISCORDO, especialmente em relação ao Henrique. Mas o que peço que vocês observem se aplica a outros.
Não sei se a (des)qualificação é malemolente ou preguiçoso, é quase a mesma coisa.
Observem na próxima partida a EXTREMA DIFICULDADE que oCruzeiro tem para aproveitar laterais a nosso favor. TODO MUNDO ESCONDENDO... os volantes, os armadores, os auxiliares de laterais
cont...
 pyxis | BHZ | 16-06-17 16h50min
...
não comentem NADA agora. Peço somente que observem o desespero do batedor de lateral quando temos um lateral a nosso favor. DESCONFIO que os adversários sabem disso. Não aproveitamos NADA. Com escanteio é algo parecido.
Não sei o motivo, mas creio que seja problema de INcapacidade do Mano em ver determinados erros (como este de aproveitar laterais) e treinar algumas coisas básicas.
APENAS OBSERVEM e façam suas estatísticas de quantos passes o Cruzeiro aproveita após cada lateral.
 Celeste  | Sorocaba-Itajub� | 16-06-17 20h39min
Vou observar.
 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
20/11 - 07h30 [0 coment.]
Zagueiro Léo lançará livro ´A Quinta Estrela` sobre a CopaBr´17 

19/11 - 12h33 [1 coment.]
Sada Cruzeiro FA vira nos minutos finais e garante-se no Brasil Bowl 

19/11 - 11h46 [1 coment.]
Cruzeiro prossegue no Brasileiro em busca de melhor posicionamento 

18/11 - 17h37 [1 coment.]
Líder da Superliga, Sada Cruzeiro vence clássico citadino por 3 a 0 

17/11 - 19h32 [1 coment.]
Cruzeiro assegura três dos seus cinco patrocinadores para 2018 

17/11 - 08h26 [1 coment.]
Jogadores do Cruzeiro começam a se manifestar sobre salários 

17/11 - 07h19 [1 coment.]
Sub23 faz campanha pífia e é eliminado do Brasileiro de Aspirantes 

16/11 - 19h02 [1 coment.]
FMF demonstra toda a sua parcialidade na tabela do Mineiro´18 

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org© 1999-2017 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster